Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2017

Aniversário 3.500 !

Hoje é domingo, excelente ocasião para comemorar com um bolo de chocolate...acontece que levo publicados com paixão -e carinho- 3.500 posts em 10 anos...quase um post diário. Obrigado pela sua paciência caros internautas...rss

Como vocês já sabem não escrevo descafeinadas monografias de arquitetura sustentável, tento transmitir valores humanos neste mundo loco onde moramos. Aí dá para ver que a Arquitetura Sustentável não vai pela trilha do consumismo atual; pelo contrário vai pelo caminho da economia colaborativa. É o caso de Ronni Kahn, simpática empresária australiana idealizadora do OzHarvest, supermercado gratuito baseado no modelo “Pegue o que precisa, dê o que puder.” Ela diz: “Toda vez que salvamos comida boa, ajudamos o planeta. Cada vez que usamos esse alimento para a alimentação de pessoas famintas, lidamos com questões sociais”. Estes são os heróis do mundo moderno !!



É bom lembrar que a Sustentabilidade tem 3 patas, a ambiental (a óbvia); a econômica (uma casa sustentável c…

Smart City no Ceará

Sabiam que este ano vai ser inaugurada a primeira cidade inteligente do Brasil ? 

Esta Smart City Laguna está sendo construída em Croatá, cidade localizada no interior do Ceará; com projeto da empresa italiana Planet, criadora do conceito de Smart City Social, especializada em soluções tecnológicas para o crescimento econômico sustentável das cidades inteligentes. Vai ser a primeira Smart City do mundo, com habitação social e planejada conforme os padrões do programa governamental “Minha Casa, Minha Vida”, com população de até 25 mil habitantes.Serão casas iguais do mesmo tamanho; com espaço para lotes residenciais, comerciais e industriais, um cinturão verde que abrange todo o empreendimento e um lago.O alvo é que a Smart City Laguna seja apresentada como um modelo referencial para novas cidades. A infraestrutura abrange uma avenida central, ciclovias e pavimentação, vias de fácil acesso e saída, possibilitando um tráfego ordenado e eficiente, pensado no crescimento populacional para …

Telhado verde em Brasília

Vamos visitar o Campus Brasília do Instituto Federal de Brasília (IFB), e conhecer seu telhado verde.

A função destes fantásticos prédios é o suporte para a Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica com espaços para eventos; o alvo do projeto é a eficiência energética e o menor impacto ambiental possível. São mais de 30 mil m² de área construída, com biblioteca, piscina coberta, ginásio poliesportivo, um auditório com 220 lugares, um teatro para 1.200 pessoas, quatro blocos de salas de aula e laboratórios. Acontece que em tempos de racionamento de água, o IFB é modelo em construção ecologicamente correta e de sustentabilidade entre os órgãos do Governo Federal com sede na cidade; o projeto é um dos poucos na cidade que possui telhado verde. No bloco das salas de aula e no administrativo, as lajes impermeabilizadas são cobertas por um sistema chamado Laminar Médio, são módulos de concreto leves e expandidos por todo o pavimento, preparados para receber as plantas de porte pequ…

Escola Passivhaus na Emilia-Romagna

Esta escola primária nasceu para atingir a máxima eficiência energética e um grande conforto ambiental.

Mas também para responder a um ensino em constante evolução -fundamental para este tempo de mudança constante- portanto utilizável em um modo completamente flexível, graças ao uso de técnicas inovadoras de construção e materiais predominantemente naturais e recicláveis.A fantástica escola foi inaugurada este mês em Collecchio; é a primeira certificada Passivhaus na região de Emilia-Romagna, a segunda na Itália; ainda dentro das 120 certificadas na Europa. São 2.600 m² com 15 salas de aula e laboratórios e um investimento de mais de 4,2 milhões de Euros.


O fundamental deste prédio é o cuidado desenho do isolamento térmico, bem como um estudo aprofundado das janelas, vidrados e sistemas de proteção solar, para maximizar a iluminação natural e os ganhos solares grátis. Ainda uma execução caprichosa da estanqueidade, para permitir a renovação eficaz do ar nas aulas e espaços complementare…

Dia Internacional da Mãe Terra 2017

Hoje 22 de abril é o Dia Internacional da Mãe Terra -não é o Dia da Terra- um ótimo momento para refletir sobre os danos que o homem está causado à nossa mãe Terra. A esperança universal depende da sua atitude!Este é o vídeo de Al Gore “An Inconvenient Truth”. 


"Somente quando a última árvore haja morto, o último rio for envenenado, o último peixe for capturado, aí vamos compreender que não podemos comer dinheiro. Antigo provérbio dos indios Cree."

"A profecia de Einstein tornou-se realidade. Temo o dia em que a tecnologia haja ultrapassado à nossa humanidade: o mundo será povoado nesse momento por uma geração de idiotas."  
É obvio lembrar que o homem atingiu desenvolvimento tecnológico mas não -ainda- progresso espiritual ?

Cidade inteligente em Tóquio

Gostariam de morar na Fujisawa Sustainable Smart Town, cidade inteligente em Tóquio ?

Foi inaugurada na periferia da cidade em 2014; o objetivo da cidade é melhorar a qualidade de vida dos moradores, através de diversas áreas verdes conforme o usuário (parque infantil, jardim botânico, pequena floresta), estruturas sociais para promover a integração da comunidade, centros de saúde e lazer, cobertura wi-fi total. Esta wi-fi serve para promover o diálogo com a Prefeitura, bem como o monitoramento em tempo real de energia, qualidade do ar e, a eficiência dos serviços.Trata-se dum empreendimento da empresa Panasonic, nascida como uma vitrine de tecnologia ecoeficiente, o Modelo Fujisawa, um modelo de desenvolvimento urbano sustentável. Está composta exclusivamente por habitação unifamiliar com energia zero, painéis solares e fotovoltaicos, sistemas de armazenamento de energia, automação residencial para o controle do consumo e gestão inteligente de energia, iluminação LED e envoltória exte…

o que é Slow Food ? (2)

O Slow Food é muito mais do que uma comida lenta ingerida na mesa em família ou com amigos.

Fonte: http://www.slowfood.it/ 
É um estilo de vida, nasceu como associação Arcigola fundada por Carlo Petrini em 1986, tornou-se logo internacional em 1989 como “Movimento para a proteção e o direito ao prazer” com a intenção de ser o antídoto contra a "loucura universal da vida rápida, e contra aqueles, que são a multidão, que confunde frenesi com eficiência, propomos a vacina de uma porção adequada de prazer sensual garantido para serem praticado em uma apreciação lenta e prolongada". Iniciava-se desde a mesa o prazer garantido de convívio, história e cultura locais, para chegar a uma nova gastronomia que implica também uma nova agricultura onde a sustentabilidade (ambiental e social) é essencial. 


Hoje, renovamos a nossa fé no direito ao prazer que nos levou a salvaguardar a biodiversidade e as tradições, a educar o gosto e a alimentação conscientes, a organizar o Salone del Gusto e …

o que é Slow Food ? (1)

A Páscoa é uma época boa para refletir em família...por exemplo sobre como nós vivemos na correria cotidiana.

Nas antípodas disto nasceu na Itália o slow food... uma comida saudável, uma comida lenta consumida na mesa feita com alimentos genuínos, ao contrario da moda do “fast food”. Alimentos genuínos significa sem conservadores, colorantes, sem agro-tóxicos como o glifosato por exemplo.


Mas atualmente Slow Food é uma associação internacional sem fins lucrativos, comprometida em restaurar o valor dos alimentos, no respeito de quem os produz, em harmonia com o meio ambiente e o eco-sistema, graças ao conhecimento do que são depositários os territórios e as tradições locais. A notícia boa é que cá existe o Slow Food Brasil ! http://www.slowfoodbrasil.com/

Cittaslow, o conceito (3)

Se você é uma pessoa que procura levar uma vida normal, sem estresse, uma Cittaslow pode ser seu refúgio.

Estas são cidades com menos tráfego de carros, menos poluição atmosférica, menos barulho, pouca aglomeração urbana; mas muito acolhedoras, com atividades de lazer, festivais de música e artesanato. As redes Cittaslow em cada pais têm o poder de avaliar às cidades, há um Manifesto onde são descritos os 55 princípios fundamentais a serem respeitados; além disso um Estatuto da Associação que devem assinar as cidades aderentes. Ainda há obrigação de fazer uma Assembléia anual. O movimento Cittaslow segue sua expansão pelo mundo todo com 233 cidades, mas exige a coragem de dizer não aos hábitos ruins de vida e trabalho -como o consumismo atual- pois entre outras razões vamos tocar interesses econômicos, é um trabalho de formiga até atingir os consensos necessários. Porém o importante é começar a caminhar nessa direção, ainda não seja possível cumprir todas as diretrizes das Cittaslow, c…

Cittaslow, o conceito (2)

Logo da cidade de Bra no Piemonte, outras cidadezinhas italianas como Greve in Chianti, Orvieto e Positano, se juntaram para estabelecer sua própria maneira de organização e ter o direito de chamar-se de Cittaslow.

Estas cidades não são um movimento como o “vegetariano” onde ninguém controla você, pelo contrário são vistoriadas como os hotéis 5 estrelas, os quais devem respeitar certos patamares de excelência, para segurar que sejam efetivamente 5 estrelas. Atualmente na Itália há uma rede de 81 Cittaslow e outras diversas hão adotado uma identidade menos estressante. Uma cidade pode ser certificada como Cittaslow e cumprir suas regras, ou pode ter algumas características Slow (lentas), o importante é caminhar nessa direção, não é branco ou preto. Cittaslow é um conceito sobre os cuidados que devemos ter com a cidade onde nós moramos, para os que trabalham e vivem nela e, para os visitantes. Pois o turismo é uma fonte de renda para essas cidadezinhas. 


Aquilo que começou na Itália hoje …