Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2016

Arquitetura Bioclimática

Vamos desenhar uma edificação tal e como faz um ceramista ou ainda um alfaiate ?

Na realidade podemos ver uma edificação sob três olhares, ou melhor quatro. O alvo da arquitetura bioclimática é desenhar edificações -casas e prédios- conforme o clima local para minimizar o consumo de energia, nas fases de construção e uso. Uma boa edificação é como um terno sob medida feito por um alfaiate de alta-costura. Como ele, o arquiteto deve escutar ao seu cliente, seus croquis devem refletir os anseios e desejos dele e sua família. Assim será possível tirar partido da energia grátis do sol, como fonte de luz e energia; podemos e devemos projetar as edificações de forma “passiva” desenhando sua envoltória exterior; trabalhando como o ceramista na sua roda de oleiro, aí o arquiteto vai colocar vidrados onde quer coletar o calor do sol, matéria onde deseja armazenar calor, aberturas onde deseja ventilar, agregar beirais e proteções solares. 


Uma correta edificação permite usar a energia solar de fo…

Villa Moraira na Espanha

Atenção incorporadoras: mais outra casa nos mostrando que na Europa -e no Brasil- construir sustentável é bom negócio !

Esta Villa Moraira em Alicante, Espanha, é um fato arquitetônico que não se esgota em si mesmo, temos que ver o que há atrás dele: o mercado imobiliário, a história do empreendimento, as certificações. Sem mercado não existe construção sustentável -nem simples construção-  significa que há pessoas afins de comprar uma Passivhaus. Este projeto de AMALUR Arquitectos, atingiu duas certificações, a BREEAM e a Passivhaus. Aí temos uma sinergia entre as duas certificações, a BREEAM muito abrangente pois pontua 10 itens -imagem- no entanto a norma Passivhaus está focada no consumo eficiente de energia, com conforto e preço acessível. A salientar que é uma grande conquista para uma pequena empresa familiar, a incorporadora DICAM Casas Bioclimáticas, com recursos limitados para projetos tão ambiciosos. "Sendo uma pequena empresa, estamos dando passos gigantescos", di…

Condomínio Passivhaus na Alemanha (2)

O condomínio Heildelberg Village tem espaços físicos para promover as relações humanas !

Sua proposta é duma comunidade viva, um novo estilo de vida, no sentido de “estar vivo” em comunidade; ao invés da vida atual onde com toda essa parafernália de celulares, as pessoas nunca se sentiram tão sozinhas, e ainda tentam disfarçar a solidão com amigos virtuais nas redes sociais. O objetivo final é "construir um ambiente familiar para durar a vida toda"; aí temos um estilo de vida duradouro contra a cultura efêmera do consumismo. Vade retro “black friday”. 


O Heildelberg Village foi desenhado como um condomínio compacto,  para que as pessoas possam viver em comunidade evitando o isolamento físico; significa que sejam capazes de falar com os vizinhos, de cumprimentá-los, de fazer amizades, de ajudá-los e pedir desculpas quando necessário. Para isso existem dentro do condomínio instalações físicas de apoio com funcionários permanentes, é um local de contato para os moradores que prec…

Condomínio Passivhaus na Alemanha (1)

O maior condomínio sustentável do mundo, atualmente em construção, está na Alemanha. 

Vejam por que Alemanha é a locomotiva da Europa, entre outras coisas por isto...Numa parcela localizada em Bahnstadt, um distrito em Heidelberg, antigo terminal do trem de carga, está sendo construído o Heildelberg Village, um complexo residencial e comercial com 162 apartamentos e projeto do escritório Frey Architekten. Este fantástico complexo está nos propondo basicamente três coisas, arquitetura bioclimática, eficiência energética e, um estilo de vida em comunidade, mas todo construído com a norma...Passivhaus. Podem conferir clicando na imagem 4. 



A bioclimática significa que a correta orientação solar faz possível deixar entrar o sol nos apartamentos, bem como aproveitá-lo para gerar energia elétrica, com painéis fotovoltaicos nas fachadas e no telhado.O complexo é quase autossuficiente em energia, também usa um eficiente sistema de ventilação com recuperador de calor. No lado Norte temos uma fac…

Harmonia no Verde

Acreditam que o sistema de reúso das águas pluviais possibilitou criar esta maravilhosa arquitetura viva?

Esta casa com projeto do escritório Triptyque, fica na Rua Harmonia em São Paulo; é uma arquitetura com pele de muros de concreto e poros onde cresce o verde, é uma volumetria simples de dois blocos, o primeiro apoiado em pilotis, entanto o bloco do fundo é maciço, ambos dois abrigando um espaço de convívio com o verde e unidos por uma passarela. Complementado todo com o jogo de transparências e sombras, produzido pelas caixas que protegem as janelas. É uma arquitetura sincera que deixa aparente todo o ecossistema de tubulações, bombas e reservatórios, tal e como um corpo vivo.



Isto é alegria, felicidade em meio do verde, beleza; mas também uma casa muito eficiente no consumo de água potável; consegue aproveitar 200.000 litros anuais a partir da reutilização das águas pluviais e de drenagem do solo. As águas logo de tratadas com filtros químicos e lâmpadas UV são aproveitadas na des…

Bicicleta de Bambu

Um prestigioso flautista que também fabrica bicicletas, de bambu ? Com vídeo.

Estas fantásticas bicicletas são produzidas pelo flautista da Orquestra Sinfônica Porto Alegre (Ospa) Klaus Volkmann. Mais uma vez arte e sustentabilidade andando de mãos juntinhas, e assim é como deve ser. O diferencial destas maravilhosas bicicletas de bambu é que são feitas sob encomenda, como quando você faz um terno de alfaiate; neste caso são obras de arte onde você poderá escolher o tom de cor, diâmetro, estilo do bambu, o guidom e o garfo de bambu. A produção é totalmente artesanal mas usando tecnologia; a bicicleta é desenhada no computador com o programa BikeCad, logo impressa em tamanho real, a continuação o gabarito é posicionado conforme as características do modelo. Continuam as maravilhas, Klaus vende as bicicletas na sua empresa Art Bike Bamboo, trabalha com o agendamento de cada encomenda em uma lista de espera e, também ministra cursos ensinando a fabricação delas. 
Ps. O bambu além de belo e…

Torre T3 em Minneapolis

Sabiam que atrás desta bela fachada em aço corten, temos um prédio de estrutura de madeira ? 

Esta torre de 7 andares em Minneapolis, com projeto do escritório Michael Green Architecture e DLR Group, vai se tornar o primeiro prédio em altura de madeira maciça, nos Estados Unidos. Porém existem diversas torres com estrutura de madeira, construídas na Europa, América do Norte e Austrália. A construção em madeira tem inúmeras vantagens; é uma fonte renovável e absorve CO2 enquanto cresce. Pelo contrário os minerais para o concreto o aço são recursos não renováveis e, ainda consumem muita energia no forno para sua fabricação. Outro benefício da madeira é a sua leveza, a estrutura do T3 pesa cerca de 1/5 da de um edifício de concreto comparável, reduzindo posteriormente o tamanho das fundações. A madeira também traz economia de custos em acabamentos interiores, ao invés de painéis de drywall e tetos acústicos, cá temos a calidez da madeira aparente.


Com 20438 m², o prédio chama-se de T3 (Tim…

Reabilitação urbana na Noruega

O verão está chegando mas...gostariam de morar à beira dum fiorde na Noruega e tomar banhos e sol ? 

O cais Sørenga foi até pouco um porto de contêineres, localizado em Oslo, na Noruega; a sua remodelação faz parte da operação urbana de reconectar a cidade à beira-mar. Os oito blocos residenciais do cais foram planejados por quatro escritórios de arquitetura, este Bloco 6 é o mais recente dos dois blocos projetados pela firma Mad Arkitekter.O que parecem as fachadas descoladas do conjunto não é tal, não é teimosia de artista. É a sensibilidade dos arquitetos em ação ! Os arquitetos desenharam este telhado inclinado, para fornecer abundante iluminação natural ao pátio bem como aos apartamentos; o bloco tem 8 andares de altura em direção ao calçadão, ao Norte, mas apenas um andar de altura em direção ao parque central, ao Sul. O telhado verde é um grande terraço comum para todos os residentes, para festas, observação de navios de cruzeiro ou banhos de sol quando as varandas privadas estã…

Os trulli da Puglia

Aproveitando que ontem vimos o prédio Case di Luce em Bisceglie, na Puglia, vamos conhecer os trulli, a construção tradicional da região.

Os trulli são antigas construções de pedra com telhados cônicos, comuns em uma parte da região da Puglia. É um tipo de edifício rural construído como abrigo de campo temporário e depósito ou como residência permanente por pequenos proprietários ou trabalhadores agrícolas. O trullo que faz parte de um agrupamento de três, quatro ou cinco segue um plano quadrático, com cozinha, quarto, abrigo de animais, sala de armazenamento de alimentos ou ferramentas, forno, cisterna. As pedras necessárias para começar a construir um trullo, vêm da escavação para construir a cisterna, fundamental nesta zona desprovida de água superficial. Tradicionalmente os trulli foram construídos usando alvenaria de pedra seca -calcário duro ou tufo- isto é, sem qualquer argamassa ou cimento, com um telhado cônico; sob cada telhado cônico temos um quarto, com espaços adicionais h…

Case di Luce na Itália (2)

Este maravilhoso prédio Case di Luce assegura o conforto térmico dos moradores, no verão e no inverno, ainda no clima quente do Mediterrâneo, sem o uso do ar-condicionado. Mas como assim ? 

Pois é um edifício bioclimático, com as fachadas caprichosamente orientadas para tirar partido da melhor orientação solar, com estufas solares que coletam a energia solar no inverno, para esquentar; com proteção solar no verão evitando o sobreaquecimento, todo maximizando a ventilação natural.O microclima do conjunto também é controlado com o passeio ecológico que permite a evapotranspiração, bem como a presença de uma lagoa para coletar a água de chuva.


A estrutura é de concreto armado, com paredes interiores de tufo; é uma variedade de pedra calcária porosa, empregada nos edifícios romanos. Os muros exteriores têm três camadas de uma mistura de cânhamo e cal; todo fornecendo isolamento térmico e regulação da umidade. É um prédio energeticamente auto-suficiente, Net Zero Energy Building (nZEB), sign…