Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2016

Escritórios em Seattle (2)

Este prédio classificado como Net Zero Energy Building usa um sistema de climatização com água. Será ?  

O Federal Center South Building 1202, foi um dos primeiros em empregar a energia geotérmica para fornecer conforto aos usuários, com aquecimento e arrefecimento. Vejam na imagem como as estacas estruturais de aço, levam um sistema de tubos enterrados para trocar calor com a terra, que trabalha em conjunto com os sistemas mecânicos de alto desempenho do edifício. No inverno um sistema de tubos enterrados leva água fria, logo a terra a esquenta, essa água aquecida é usada para calefaccionar o interior. No verão esses tubos levam água quente à terra, esta água é esfriada, sobe e agora é usada para arrefecer o interior dos escritórios. No teto deles temos painéis radiantes (chilled sails) colocados no teto onde circula água fria para arrefecimento dos escritórios. 


Complementariamente o arrefecimento também é produzido por um tanque onde temos PCM, material de mudança de fase (Phase Chan…

Escritórios em Seattle (1)

Sabem o que temos atrás deste belo detalhe construtivo? Pois um prédio que produz mais energia da que consume !

Este edifício é o Federal Center South Building 1202, localizado em Seattle, com projeto do escritório ZGF Architects; transformou um lote de terreno contaminado, com a construção deste fantástico prédio que está no topo do 1% dos edifícios de escritórios energeticamente eficientes nos Estados Unidos. Mas também o que podemos ver é a poesia de uma arquitetura sustentável construída em base à calidez da madeira recuperada, com vigas e treliças de aço e, ainda farta iluminação natural. 


O uso intenso da luz do sol foi possível graças ao caprichado estudo das diversas fachadas, algumas delas inclinadas, para o inverno e o verão. Mas este edifício tem ainda outros trunfos sustentáveis, quer conhecer ?

Passivhaus em Barcelona

Fantástica casa passiva montada em 20 dias; no verão o conforto é atingido sem ar-condicionado. + VÍDEO 

Esta casa Farhaus AF1 está situada no vilarejo barcelonês de Castellterçol, uma região com verões quentes, invernos frios, geadas e neve. No verão a proteção solar é por conta de persianas reguláveis manualmente, ainda o superaquecimento é controlado durante a noite, com ventilação natural cruzada. No inverno a demanda com calefação é de só 13 kWh por m² e por ano, aproximadamente 6 vezes menos que o exigido pela Normativa Espanhola.
O dono da casa não desejava pilares na planta, face isso foi necessário desenhar esta estrutura pesada de madeira laminada, estudada nos mínimos detalhes, pré-fabricada na oficina, e montada no terreno com desperdiço zero de materiais. A maioria dos materiais estão livres de tóxicos e são renováveis, basicamente madeira e derivados tais como isolante de fibra de madeira ou celulose. Com projeto do escritório Jordi Fargas i Associats, é uma casa super-efi…

Residências Sabin na Itália

Este é um caso bem sucedido de inserção urbana, as formas e as cores do edifício não são por acaso, obedecem a um estudo profundo dos marcos arquitetônicos de referência na área. 

O complexo é composto por dois blocos de 4 andares que se abrem a uma praça pedonal de uso público, com pórticos na frente das lojas e áreas arborizadas. O projeto do Arquiteto Stefano Zara está localizado em Pieve di Soligo, na região do Vêneto, na Itália. São onze apartamentos, três escritórios, e duas lojas no térreo. Foi desenhado com a técnica da “caixa dentro da caixa”, uma estrutura de concreto armado e pelo exterior 25 cm de isolamento térmico de EPS. O prédio também é equipado com grandes janelas que captam os raios do sol no inverno e os rejeitam no verão para evitar o sobreaquecimento. A proteção de verão é assegurada pelo sistema motorizado das cortinas com automação, fornece sombreamento automático em caso de alta temperatura interna. 


Os apartamentos Sabin utilizam um sistema de ventilação com re…

Retrofit Passivhaus em Viena (2)

O conceito Hotel Boutique Design refere a hotéis que oferecem serviço e conforto diferenciado, a ótimo preço; vejam a proprietária falando orgulhosa dele.

Com certeza se hospedar neste belo Stadthalle Boutiquehotel é uma experiência e tanto, ainda com o desconto dos bônus verdes. Será ? 
O hotel está localizado numa tranquila rua ótima para o descanso, perto da estação de trens Wiener Westbahnhof a poucos minutos do centro de Viena. Aqueles hóspedes que chegarem ao hotel caminhando, de bicicleta, de metrô o bonde são presenteados com estes bônus verdes com desconto de 10% !  Outros destaques são o bicicletário, pontos de recarga para bikes elétricas, aluguel de motos elétricas, serviço de taxis híbridos. A eletricidade é fornecida com 130 m² de painéis fotovoltaicos o que permitiu atingir a auto-suficiência energética. A água quente é produzida com uma bomba de calor de energia geotérmica, e mais 93 m² de coletores solares. As águas cinza do hotel são purificadas e reutilizadas na rega …

Retrofit Passivhaus em Viena (1)

O inusitado Stadthalle Boutiquehotel é a reabilitação de uma típica construção vienense do início do século passado.

Tudo possível pelo empenho da família proprietária do prédio, a qual considerou a sustentabilidade como um diferencial e o alvo principal do seu negócio. Este hotel no coração de Viena é o primeiro hotel urbano do mundo nZEB nearly zero energy buildings, literalmente “edifícios quase energia zero”. São prédios capazes de gerar quase a mesma quantidade de energia consumida; de fato é a mesma coisa que dizer Passivhaus. Quem sabe se no Brasil temos algum empresário interessado em construir um hotel passivhaus; ou ainda poderia ser a reciclagem de um edifício existente, em geral reciclar prédios é mais barato que construir de zero. 


No total são 80 habitações; delas, 42 habitações na parte antiga engenheiradas conforme critérios sustentáveis, no entanto a ampliação inclui uma parte nova de 5 andares com 38 habitações, construída conforme o padrão Passivhaus. Nesta feliz mist…

Casa mediterrânea na Itália

Esta bela casa estilo mediterrâneo localizada no sul da Itália, esconde um segredo...como bons detetives com certeza vão adivinhar...

A moradia construída em Bisceglie, um povoado perto da cidade de Bari, está inserida em uma área costeira de características turísticas e residenciais, foi desenhada em estreita relação com a natureza que a rodeia. Reinterpreta a construção tradicional da região de Puglia, no sul da bota italiana; orientada ao norte para obter conforto térmico no verão. Mas a nossa casa desfruta de conforto o ano todo, está orientada em torno a um pátio com orientação Norte, o posicionamento das aberturas foi feito para capturar a brisa do mar do nordeste. Esta vila é poesia...bioclimática !


Ainda o desenho contempla a busca de iluminação e sol em todas as estações, o sombreamento mútuo entre as diversas partes do edifício. No verão os cômodos principais estão protegidos do sol por sua ótima orientação, bem como pelas árvores de folha caduca. Esta casa emprega materiais n…

Passivhaus na Itália

No Sul do Brasil, onde temos inverno e verão, tem inúmeras vantagens construir uma Passivhaus, significa casa passiva em alemão. 

O que é uma casa passiva ? Uma casa com correta orientação solar e proteção solar; basicamente com vidrados ao Norte para capturar a energia do sol no inverno, com ótimo isolamento térmico para minimizar as trocas de calor com o exterior, no inverno e verão. Aliás que privilegia a iluminação e ventilação naturais. Em resumo uma habitação que não mascara um ruim projeto arquitetônico com muito equipamento mecânico. 


Assim chegamos a um patamar mais exigente de desenho: a norma alemã Passivhaus com seus 5 pilares, isolamento térmico (30 cm ou maior); ventilação com recuperação de calor; esquadrias de alto desempenho com câmara de ar; minimização das pontes térmicas; interior da casa estanque que não permite infiltrações de ar. E quais seriam as vantagens de construir uma Passivhaus ? Pois a Passivhaus tem um projeto mais demorado mas, gerando muito conforto par…

o MIS no Rio de Janeiro (2)

O alvo do Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro, é levar ao visitante a um passeio pelo acervo da instituição, pela cidade e o tempo. 

Primeiro museu de audiovisual do País, lançou um gênero pioneiro seguido logo por diversas cidades brasileiras; foi inaugurado em setembro de 1965, é uma instituição de referência internacional. O acervo é composto por 30 coleções que reúnem 304.845 documentos como fotografias, cartazes, discos, filmes e vídeos, recortes de jornal e texto da Rádio Nacional. Além das coleções doadas ou adquiridas, o MIS começou a produzir desde 1966, sua própria coleção, chamada de “Depoimentos para a Posteridade”. Ela é constituída a partir da gravação, em áudio e vídeo, de depoimentos prestados por personalidades dos diversos setores da cultura. São quase mil depoimentos que fazem aproximadamente quatro mil horas de gravação, disponíveis para consulta. Atualmente, o acervo do museu está dividido entre duas sedes, uma na Praça XV e outra na Lapa. 



Duas idéias baliza…

o MIS no Rio de Janeiro (1)

Quer saber onde podemos encontrar a história do carnaval, da música, do cinema e da fotografia da cidade maravilhosa ?  + VÍDEO dos arquitetos.

Vamos fazer um tour virtual pela nova sede do Museu da Imagem e do Som no Rio de Janeiro, na orla de Copacabana; obra do prestigiado escritório americano Diller Scofidio + Renfro. Foi escolhido por concurso no 2009, com a participação de alguns dos mais renomados escritórios de arquitetura do Brasil e do mundo. Quando esteja funcionando com certeza o MIS vai virar mais um cartão postal do Rio. O 70% da obra está concluído, mas por enquanto a obra está parada, falta licitar a terceira e última etapa da obra, compreende acabamentos, instalações e esquadrias. O complexo ainda inclui um teatro e um cinema a céu aberto no terraço. Que tal conhecer um pouco mais sobre a nova sede deste fantástico museu no Rio de Janeiro ?

Museu Skansen na Suécia (2)

Este Museu Skansen é um retrato da antiga sociedade sueca do século XIX, com as suas construções, ofícios e tradições.

O museu inclui também uma reprodução fiel de uma pequena cidade, com oficinas dos artesãos que trabalhavam o couro, a prata e o vidro. No parque do museu com uma área de 300 000 m², temos um extenso jardim zoológico que mostra uma grande variedade de espécies da Escandinávia e outras exóticas. 


Quem sabe se no Brasil algum empreendedor gostaria de apoiar uma fantástica idéia como esta, um museu ao ar livre que resgatara as construções e antigos ofícios do país. Para mostrar as técnicas construtivas tradicionais como a taipa de pilão, o pau-a-pique, o adobe e, as alvenarias mistas e de pedras em suas diversas modalidades; até o estilo enxaimel. Isto é um ato de amor, mas também um nobre negócio, pela capacidade de atrair turismo; até poderia ser uma parceria público privada. Também o resgate dos antigos ofícios é outro eixo das Cittaslow; há anos a cidade de Antônio Prad…