Pular para o conteúdo principal

Friburgo capital solar da Europa (5)




As casas desta comunidade possuem excelente qualidade de ar interior. Mas como assim ?

O desenho desta Solarsiedlung am Schlierberg apela a duas estratégias, o desenho passivo e o conceito de “energia plus”. O primeiro significa orientar corretamente os locais para maximizar a iluminação natural e a ventilação cruzada. O segundo objetivo tem a ver com a evolução da casa Energia Zero (produz 100 % da energia que consume) até o rico conceito de casa Energia Plus, representada nesta comunidade pelas casas Plusenergiehaus ®, significa que a casa gera mais energia da que consumem seus moradores. O excedente pode-se vender à empresa distribuidora de energia.  Fantástico ! Mas para atingir este patamar é necessário que a energia seja gerada no local, dai esses belos telhados fotovoltaicos orientados ao Sul, instalados com uma inclinação de 22º para equalizar o rendimento dos painéis fotovoltaicos e a proteção solar. Além de casa para morar é uma usina geradora de energia limpa ! A almejada diversidade deste projeto urbano não foi atingida na sua totalidade, mas mostra um modelo de vida ecológico feito possível pelo desenho solar sustentável.


Estes arquitetos atingiram outros patamares de excelência como a relação entre “desenho e saúde” ao respeito dos detalhes construtivos, sistemas e materiais. Os locais do Solarsiedlung am Schlierberg tem uma excelente qualidade de ar interior; as casas “respiram” através dum sistema descentralizado com recuperador de calor. A umidade relativa do ar interior é mantida graças ao uso da madeira e este sistema de ventilação com recuperação de calor. Na imagem vemos como o ar entrante -azul- é esquentado pelo ar tirado da cozinha e banheiro -vermelho- logo esse ar fresco e morno é injetado na casa. A ótima qualidade do ar é segurada pela escolha de pavimentos de madeira e linóleo, não empregando materiais têxteis colantes, nem PVC e formaldeídos ou solventes. Estas últimas são substâncias que podem provocar danos à saúde humana; face isso são vendidos no mercado produtos com a lenda. “Livre de formaldeídos”. Na última imagem vemos uma bonitinha casa Plusenergiehaus.
Follow my blog with Bloglovin

Postagens mais visitadas deste blog

Poço Canadense (1)

Sabiam que é possível usar o calor da terra para climatizar a casa ? Com vídeo.

Basicamente o que fazemos é introduzir ar exterior, que está a maior ou menor temperatura que a terra, mediante tubos enterrados; este ar modifica sua temperatura antes de entrar à casa. Estes tubos de fato são um trocador de calor; é um fantástico sistema de climatização natural que aproveita a temperatura do solo entre 12 a 14ºC, para temperar o ar entrante. É uma tubulação de 20 cm de diâmetro, enterrada entre 1,5 a 3 metros de profundidade; o comprimento vai de 10 até 100 metros. No verão podemos ter 36ºC no exterior e ao contato coma terra é possível injetar ar fresco a 21ºC. No entanto no inverno com 6ºC de temperatura exterior podemos ter 21ºC dentro da nossa casa. No acesso do duto de ar exterior, temos que colocar um exaustor para provocar a entrada de ar; bem como de outro exaustor no telhado para expulsar o ar contaminado do interior. O maravilhoso é que os custos de manutenção do sistema são mui…

LAREIRA ACONCHEGANTE 2

Pois é, esta bela lareira pode deixar fugir até o 70% do seu calor pela chaminé, mas agora vem o pior...este calor que sobe arrasta o calor dos cômodos e contribui a esfriar a casa ! Por sinal eu trabalhei diversos anos com calefação.


Mas, será que a lareira a lenha não é um bom sistema de calefação? Ou que talvez existam no mercado outras lareiras...de alta performance?

Melbourne, prédio de madeira

Que colorido apartamento !  Só tem um detalhe... ao invés de ter estrutura de concreto armado ou ainda de aço, como é corriqueiro, tem estrutura de madeira !! Mas de uma madeira especial, se trata de madeira laminada cruzada CLT cross-laminated timber.  Foi erguido com apenas 4 carpinteiros e um guindaste para posicionar e fixar os painéis CLT no lugar. O cubo de plástico preto à direita da imagem (4) é um banheiro pré-fabricado, feito em Brisbane.  Este é o prédio Forté em Melbourne, na Austrália; são 10 andares com 23 apartamentos e 32 metros de altura.
A madeira além da calidez dos seus veios aparentes é um material sustentável. Mas como assim ?  Pois a produção de uma tonelada de cimento gera 1,12 toneladas de carbono, entanto a produção de aço gera 1,5 toneladas; no processo ambos dois passam pelo forno.   É o que se denomina de energia embutida, significa a energia gasta em produzir um material ou componente construtivo. Pelo contrário as árvores produzem oxigênio e são capazes d…