Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2016

Prédio de madeira em Granada (1)

O que seria a arquitetura sustentável ? Pois a arquitetura sustentável propõe a criação de edificações com baixa pegada ecológica, mas que sejam também energeticamente eficientes. Às vezes ambas duas condições podem não ir juntas. Face isso vamos conhecer um maravilhoso prédio sustentável de madeira de abeto de quatro andares, ao mesmo tempo energeticamente eficiente, e ainda inserido no centro histórico da cidade. O edifício está localizado em Granada, Espanha, com 6 apartamentos, dois por andar, e 2 locais comerciais no térreo; é outra fantástica obra do escritório Bonsai Arquitetos. Trata-se dum autêntico terno de alfaiate sob encomenda, o prédio foi construído separado das divisórias dos lotes vizinhos por câmaras de ar ventiladas, para fazer a manutenção da madeira. Ainda está apoiado no começo em muros de alvenaria sobre o alicerce.
Quer saber como foi atingida a sua eficiência energética ?

Sustentável Ålidhem na Suécia

Fonte: Sweden
Acho que os faróis da sustentabilidade da Europa estão na Alemanha, no Reino Unido e na Suécia; falando nisso vamos conhecer a cidade sustentável de Ålidhem na Suécia. Meu comentário: maravilhoso !!!!  
“Um grande incêndio no município de Ålidhem em Umeå em 2008, levou a cidade a começar a construir edifícios mais energeticamente eficientes através do seu projeto de revitalização Sustentável. Cerca de 400 apartamentos residenciais -construídos nas décadas de 1960 e 1970- foram remodelados com o objetivo de reduzir o seu consumo de energia em 50 por cento. Ainda 137 novos apartamentos que consomem 50 % menos energia, foram aprimorados com painéis fotovoltaicos instaladas sobre os telhados, para aproveitar a energia solar gerando corrente elétrica. Cada apartamento tem instaladas Echologs, são terminais para exibir e monitorar a eletricidade, a calefação e consumo de água. O projeto ganhou o Prêmio Energia Sustentável da Europa em 2013 na categoria 'Living'.”


Climatização

Nos projetos de engenharia ou arquitetura com textos em inglês a climatização é descrita como HVAC (Heating, Ventilating, Air-Conditioning) significa em português AVAC: Aquecimento, Ventilação e Ar-Condicionado. A climatização artificial, pois também temos as estratégias naturais de climatização, compreende o leque das tecnologias para fornecer o conforto ambiental interior. O ar-condicionado artificial, uma delas, deve controlar 4 variáveis como temperatura, umidade, pureza e velocidade do ar.
Mas falando nos diversos sistemas de calefação que vimos nestes dias, temos que salientar que como em toda obra de engenharia além da qualidade dos equipamentos, temos dois insumos fundamentais um ótimo projeto e uma correta instalação -com manutenção periódica- por uma empresa credenciada. Há diversos sistemas complementares de calefação, em cada caso particular há que analisar o que é mais conveniente conforme custo-benefício e amortização, tendo em mente fontes de energia renováveis, e o prog…

Calefação urbana na Suécia

Como a Suécia é um país frio é fundamental um ótimo sistema de aquecimento, face isso emprega um avançado sistema de calefação urbana que é um exemplo a imitar pelo resto da Europa. É um sistema centralizado com uma usina geradora de água quente e vapor; logo estes são distribuídos por tubulações subterrâneas aos diversos prédios residenciais para fornecer calefação. A mudança da Suécia desde o petróleo à calefação urbana acontecida no início da década dos 90s, é talvez o fator mais importante para explicar a redução de gases de efeito estufa (GEE), no sector da habitação e serviços. Atualmente este aquecimento urbano fornece mais do 80 % da calefação e água quente aos blocos de apartamentos da Suécia. Em rigor este sistema centralizado fornece calefação bem como arrefecimento aos prédios, pois posso enviar água fria; o que permite que esta usina central possa ser modernizada para usar fontes mais sustentáveis e limpas de combustível. Ainda muitas redes de aquecimento urbano também us…

Sistemas de calefação (8)

Outra solução de aquecimento para a nossa moradia é usando a bomba de calor, capaz de extrair o calor de uma fonte de baixa temperatura e transformá-la em energia útil para calefação. Trata-se de um aparelho que usa a energia do sol armazenada na terra, o ar exterior, ou ainda na água. Estas são fontes de energia renováveis; porém a bomba de calor requer energia elétrica para a compressão do gás e a circulação do fluido. Mas a boa notícia é que cerca de ¾ do calor necessário no aquecimento é obtido do ambiente, só é necessário ¼ desse calor sob forma de energia elétrica para que funcione a bomba de calor. Este aparelho energeticamente eficiente é um equipamento de ciclo frigorífico similar à geladeira ou à maioria dos aparelhos de ar-condicionado; com a particularidade de também ser capaz de inverter o fluxo do fluido refrigerante, significa que serve para calefaccionar e arrefecer a nossa casa. A salientar que a bomba de calor é considerada sustentável pois fornece arrefecimento, cal…

Sistemas de calefação (7)

Para aquecer a nossa casa também podemos usar o sistema de piso aquecido, elétrico ou hidráulico. O primeiro é uma laje radiante elétrica formada por cabos, colocados embutidos na laje, que radiam calor; porém é ineficiente pois por cada kWh de energia elétrica obtemos só um kWh de calor de calefação. 
Pelo contrario a laje radiante hidráulica sim é eficiente, pois por cada kWh fornecido obtemos 3 kWh de calefação. Proporciona conforto com uma distribuição uniforme da temperatura dentro do local; porém é um sistema com grande inércia térmica, demora 4 ou até 5 horas em entrar em regime. Este sistema hidráulico é formado por tubos que levam água quente, podem ir dentro da laje ou ainda nas paredes.

Sistemas de calefação (6)

Outro sistema de calefação é com radiadores de água quente, estes radiadores modernos são de alumínio, estão compostos por elementos que transferem o calor da água para o ambiente. Têm a vantagem de fornecer uma rápida resposta de aquecimento, são indicados para locais de pouca altura, até 4 metros. Seu poder climatizador pode atingir os 4-6 metros; vão instalados onde se produzem as perdas térmicas na casa, por exemplo perto das janelas. Podemos aquecer ou ainda pré-aquecer a água para os radiadores, usando uma combinação de lareiras de alto desempenho a lenha, painéis solares e aquecedores de passagem a gás.  

Sistemas de calefação (5)

Se nós temos uma lareira tradicional de alvenaria -a lenha- podemos desfrutar da beleza do fogo e ainda aumentar a sua eficiência energética, instalando embutida dentro dela um modelo “insert”. Algumas tipos de maior potência possuem uma turbina que permite enviar ar quente mediante dutos a outros cômodos, vejam este modelo da Hergom  -Espanha- com saída acima para dutos de ar quente. Estas fantásticas lareiras vêm com um kit de instalação que compreende o Manual do Instalador; lã mineral de isolamento térmico; tubos metálicos: para a chaminé bem como para dutos de ar quente; chapéu para o topo da chaminé e ainda mais. Existem outros modelos que servem para esquentar água e alimentar radiadores de calefação, como este da imagem; amanhã vamos ver alguma coisa de radiadores de água quente. O fundamental é chamar a uma empresa credenciada que ofereça uma instalação garantida e um ótimo serviço de manutenção. 

Sistemas de calefação (4)

Olhar o fogo nas tradicionais lareiras de alvenaria é lindo demais e ainda temos a sensação de conforto -se estamos perto delas, claro- mas são muito ineficientes desde o ponto de vista energético, em rigor estamos esquentando o exterior. Mas como assim ? Pois acontece que elas deixam fugir o 70% do calor gerado pela chaminé junto com a fumaça !




Mas tudo tem solução...desde o século passado existem os chamados de “recuperadores de calor” ou lareiras de alto desempenho, com tecnologia incorporada podem ser de ferro fundido ou chapa. Consumem lenha ou pellets; é o que se chama de biomassa; trata-se de uma lareira ecológica, a cada kg de madeira produz entre 4 a 5 kWh de calor. Vejam este vídeo sobre um queimador de pellets. São fechadas, com uma câmara de ar e um fogão de dupla combustão a uma temperatura maior a 600 ºC; assim não se misturam o sadio ar quente que é liberado ao interior, com os fumos expulsos pela chaminé. Porém não perdemos o charme do fogo, esse fascínio que sente o ho…

Sistemas de calefação (3)

Aproveitando que o inverno começou ontem às 19.34 hs, com noites e manhãs frias e tardes quentes, conforme o jornal...rss; vamos continuar falando de calefação...eficiente. Em uma muito apertada história da calefação vemos como no século XIX ainda o fogo era usado para aquecer a casas; mas com a Revolução Industrial foram surgindo diversos sistemas de aquecimento. 



O século passado -20th Century- empregou uma parafernália de equipamentos como calefação com água quente ou vapor; fogões a querosene, gás ou elétricos; equipamentos de ar-condicionado. Com estes aparelhos de climatização o homem foi-se independizando do local geográfico de construção, os arquitetos começaram a brincar de artistas desenhando belas caixas de vidro; energeticamente ineficientes pelas perdas de calor no inverno e os ganhos no verão. Era a época do petróleo barato, mas a primeira crise do petróleo em 1971 foi colocando as coisas no lugar; o homem foi ciente de que os combustíveis fósseis -carvão, gás, petróleo- …

Sistemas de calefação (2)

Esta fantástica lareira metálica foi criada em 1741 por Benjamin Franklin, com o intuito de produzir mais calor e menos fumaça que uma lareira comum. Também é conhecida como um "fogão de circulação” ou "lareira Pennsylvania". Vejam o engenho mecanismo de funcionamento. O ar fresco e frio entra por baixo -na cor azul- logo vai se esquentando nas costas metálicas do fogão, percorrendo este sifão invertido, sobe e sai  liberado para o interior da habitação. Ainda a lareira radia calor para o cômodo, e o fumo -cor vermelha- sobe pela chaminé. O maravilhoso é como o ar quente e limpo não se misturam com o fumo.