Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2015

Arquiteturas para o Brasil (2)

Vamos ver outros três exemplos de arquiteturas apropriadas para o Brasil, por coincidência todos construídos no Vietnã.  Nos diversos climas tropicais é fundamental levar a sério o sol nas nossas edificações, sabem por quê ? Pois por que um desenho ruim com certeza vai trazer maiores gastos com ar-condicionado. 
Este fantástico sobrado projeto do escritório Tropical Space, está localizado em Da Nang, cidade do Vietnã num local de clima tropical e ventos monzones. O conforto dos moradores é garantido ainda durante as extremas mudanças climáticas da região.  O carro chefe da casa é sua fachada ventilada e vazada, permite que a casa respire e seja bem iluminada. São as fachadas Norte e Sul de tijolos, colocados separados deixando ocos entre eles para a ventilação e produzindo uma bela textura.   Logo vem uma câmara de ar de 45 centímetros de espessura, com altura igual à da casa. Por atrás dela temos a segunda fachada com esquadrias de vidro. O funcionamento desde o ponto de vista do conf…

Arquiteturas para o Brasil (1)

Vamos ver algumas arquiteturas apropriadas para o Brasil, significa conforme os seus diversos climas; começando por esta fantástica Palmyra House -casa das palmeiras- do arquiteto Bijoy Jain. Eis um sensível arquiteto que tirou partido do clima da região e da sua paisagem, empregando materiais locais como a madeira, pedra, e a água, fonte da vida. Estes belos bangalôs de fim-de-semana estão localizados em Maharashtra, ao Sul de Mumbai na Índia. O clima de Mumbai é tropical, quente com altos níveis de umidade; a sua localização costeira garante temperaturas com poucas flutuações ao longo do ano.
A casa está formada por dois pavilhões com 300 metros quadrados de generosos volumes com mezanino; um desenho simples e eficiente, aconchegante e belo ainda pela noite, com um generoso pé direito. Estes pavilhões retangulares -abrigados pelos coqueiros da plantação- são uma estrutura básica e leve, quase construções temporárias, aparecendo suavemente pousados numa base de pedra. A ventilação cru…

Rádio Arquitetura

Agora no verão, muitos começando suas férias...longe da correria, que tal ouvir música pra valer ?    Ontem descobri esta fantástica Rádio Arquitetura, achei muito bacana !  
Em palavras do seu Diretor, Alexandre: “Rádio Arquitetura, a rádio das mentes criativas ! Música de bom gosto e informação para arquitetos, designers e todos que gostam de boa música !”.

Transporte Público Eficiente

Vamos falar do transporte público eficiente em Hammarby Sjöstad, bairro de Estocolmo. O seu masterplan inclui metas ambiciosas como uma média de só 0,5 carros de propriedade privada por unidade de habitação. Aí não temos casas com quatro carros ! Mas como assim ? Pois com o emprego do carro de uso compartilhado, o chamado de car sharing com 37 carros para o uso da vizinhança. 




Mas temos ainda outras maravilhas como duas novas linhas de ônibus de curta distância movidos a biogás. Também uma nova linha de bonde para conectar o bairro com o centro da cidade.   Um serviço de ferry grátis; acontece que Estocolmo está construída sobre 14 ilhas. Estou matutando quais devem ser os planos da Prefeitura, para tentar resolver o aumento do nível do mar fruto da mudança climática.

História de Hammarby Sjöstad

Nos anos 90s a Administração Municipal de Planejamento de Estocolmo, tornou-se ciente de que a população da cidade estava crescendo e que esta tendência ia a continuar; face isso foram identificadas áreas de crescimento. Estas foram planejadas como extensões da cidade ao invés de subúrbios; fornecendo novas ligações de transporte público, instalações de lazer e espaços públicos verdes. A concepção e desenvolvimento do bairro Hammarby Sjöstad, foi supervisionada por duas secretarias da Prefeitura trabalhando em parceria com escritórios de arquitetura e 40 empresas de construção. 


No início do projeto, a terra do Hammarby Sjöstad era de propriedade privada e tinha atraído um número de posseiros industriais; após a compra do terreno pela Prefeitura foi elaborado o masterplan. Na primeira fase, a cada empreiteira teve que escolher entre comprar a terra para seus lotes individuais a um preço reduzido, depois de fazer uma contribuição para os trabalhos de recuperação de terras; ou comprar a …

Hammarby Sjöstad na Suécia (2)

Confissão: como estamos em Natal hoje não ia a publicar no blog, mas entrei e vim que as visitas aumentaram ! Obrigadão caros internautas !!
O bairro Hammarby Sjöstad se orgulha dos níveis de excelência atingidos, o “modelo Hammarby” estabelece um novo patamar para o futuro desenvolvimento da habitação, ainda é apresentado ao mundo como um protótipo para outras cidades. Os trunfos do empreendimento são a calefação “urbana” onde o vapor ou água quente são gerados numa planta centralizada e logo são conduzidos por tubos aos diversos prédios. Atenção Brasil: com a mesma tecnologia é possível sim implementar um sistema de refrigeração “urbana”, bem mais eficiente que os sistemas individuais usados hoje. Outras características são energia elétrica e a água quente geradas com energia solar; além da produção de biogás a partir das águas residuais e resíduos domiciliários.





E um sistema subterrâneo automatizado de coleta seletiva de lixo, o lixo é conduzido por tubos e sugado por um caminhão num…

Hammarby Sjöstad na Suécia (1)

O que acham de morar à beira mar e percorrer as ruas desta cidade em meio da água com passarelas e árvores...isto é qualidade de vida.  Hoje vamos visitar o fantástico bairro Hammarby Sjöstad na cidade de Estocolmo, capital e maior cidade da Suécia. Ele faz parte de uma abordagem holística para o desenvolvimento urbano sustentável, uma tendência urbanística sueca chamada de SymbioCity. É bom lembrar que os suecos são pioneiros nos assuntos de sustentabilidade desde há 50 anos.  




Na década dos 90s foi desenvolvido o planejamento urbanístico para criar Hammarby Sjöstad numa região industrial abandonada de cais e docas, face isso esta área poluída está virando numa vizinhança para famílias jovens.  As primeiras fases de construção concluíram no ano 2000; entanto há previsões para no ano 2018 atingir 11.000 apartamentos como uma população de 35.000 habitantes e 10.000 empregos.

Casa-estufa no Japão (2)

Esta fantástica casa-estufa com projeto do escritório Yoshichika Takagi, está construída em Sapporo no Japão. Com só 53 m² a habitação tem um estilo clean com estrutura vista de madeira, econômica e de baixa manutenção. Entanto o fechamento é por conta da madeira e policarbonato. É estilo minimalista com poucos enfeites.  É fundamental a locação da estufa na fachada Sul-Oeste da casa, pois o Japão fica no hemisfério Norte; esta varanda é o coração da moradia desde a primavera até o outono, entanto no inverno o “efeito estufa” permite aquecer a casa com esta energia grátis do sol e de quebra fornece também farta iluminação natural.



Esta estufa colada à habitação já foi testada no século passado, esta é a imagem da casa Tucson em 1945. Logo uma versão mais moderna como jardim de inverno.

Casa-estufa no Japão (1)

Que delícia esta varanda iluminada pelo sol e ainda com a calidez da madeira! Sabem uma coisa, também esta varanda coberta de policarbonato é uma estufa que serve para esquentar a casa. Mas como assim?  Conforme a imagem, os raios do sol -onda curta- atravessam o vidro, esquentam o piso e logo esse ar aquecido sobe esquentando o vidro da estufa, agora sob forma de energia de onda longa. Então estes raios infravermelhos ficam presos na estufa não conseguindo fugir ao exterior e servem para esquentá-la. Significa que esse ar morno pode servir tanto para cultivar orquídeas bem como para calefaccionar os ambientes de uma casa. 

Escolas da alegria (2)

Adorei o ar descontraído e alegre das salas de aula desta escola Saunalahti na Finlândia, com o mobiliário e a iluminação contribuindo a criar o cenário ótimo para o aprendizado. E ainda os pais dos alunos juntos com seus filhos na biblioteca. Dá para ver que neste ambiente de liberdade é possível sim ensinar Valores Humanos, um bem escasso nos dias atuais.   Mas qual é o segredo desta fantástica escola ?
A primeira coisa a dizer é que a Finlândia tem um dos maiores níveis de excelência no ensino; o conceito revolucionário da escola, é que as atividades educacionais serão a cada vez mais fora da sala tradicional de aula; com ênfase especial em novas formas de aprendizagem, arte, educação física e colaboração. A salientar isto da “colaboração” nesta época de exaltação do individualismo. O edifício apóia estas propostas com um cenário de lugares para a interação de várias escalas e atmosferas. 





A escola Saunalahti,chamada de “Escola do futuro”, com projeto do escritório Verstas Architects…