Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2015

Mudanças Climáticas

Fonte: http://unfccc.int/adaptation/groups_committees/adaptation_committee/items/9151.php 

O documentário "Adaptação às mudanças climáticas" destaca o crescente reconhecimento da necessidade de adaptação às mudanças climáticas em todo o mundo. Está traduzido em nove línguas, incluindo os seis idiomas oficiais da ONU (Árabe, Chinês, Inglês Francês, Russo e Espanhol), bem como Português, Bengali e Hindi.
Este documentário de 20 minutos destaca o crescente reconhecimento da necessidade de ação para a adaptação às alterações climáticas em todo o mundo e introduz aos telespectadores para o tema da adaptação às alterações climáticas por meio de histórias inspiradoras, juntamente com entrevistas com especialistas. Em junho, o documentário ganhou um prêmio de ouro no prestigiado Deauville Green Awards.

Fachada verde no Vietnã

O que acham de acordar desfrutando do sol, do verde e do canto dos pássaros neste belo dormitório?  Ainda será possível construir uma casa num terreno de só 4 m de testada por 20 m de profundidade e que seja sustentável ?      Pois a expertise e a sensibilidade dos arquitetos do escritório Vo Trong Nghia Architects se saiu bem do desafio, construindo esta casa chamada de Stacking Green, na cidade de Ho Chi Minh no Vietnã.
O sobrado, com 215 m², tem as suas fachadas frontais e traseiras compostas por  jardineiras de concreto suspensas de duas paredes laterais. Para garantir a rega das plantas, as jardineiras têm um sistema automático de irrigação incluso nelas. Como vemos na imagem estes muros vegetais tanto como o telhados verdes protegem aos donos da luz direta do sol, do barulho da rua e da poluição. O interessante é que foram realizados testes de Avaliação Pós-Ocupação do ambiente interior da casa, comprovando o ótimo funcionamento da ventilação natural, com o vento soprando entre a…

Conferência Mundial do Clima em Paris

A Conferência Mundial do Clima, a COP-21, está começando hoje em Paris, na França, numa tentativa de mais de 190 países de chegar a um acordo sobre o combate às mudanças climáticas. 

Casa para árvores no Vietnã

Esta curiosa casa está localizada num terreno incomum com planta estranha, um enclave dentro dum quarteirão, com acesso só através de uma rua pedonal. 
Mas por que esta casa para árvores ?  A casa construída na cidade de Ho Chi Minh, no Vietnã, assinada pelo escritório Vo Trong Nghia Architects, faz parte de uma iniciativa para inverter a tendência de total urbanização das cidades. Nesta região só o 0,25 % da cidade está coberta de verde !
O belo projeto procura reconectar aos moradores com a natureza, são cinco cubos de concreto dispostos ao redor dum pátio central, atuantes como vasos para receber as árvores. Foi um desafio e tanto encher o inusitado terreno com estes cubos interconectados por jardins, no térreo tem as áreas comuns como cozinha, sala de jantar, biblioteca e altar.  No térreo as grandes portas vidradas e janelas asseguram iluminação e ventilação naturais. Entanto o pavimento superior abriga os dormitórios e banheiros. Devido á profundeza da capa vegetal da cobertura, a…

Resort no Taiwan (2)

Este é um empreendimento do escritório BIG e parceiros, com 120.000 m², desenvolvido pela Taiwan Land Development Corporation. Trata-se de um denso bairro de apartamentos de férias, que oferece aos futuros moradores um estilo de vida ativo e social fora da cidade de Hualien. O primeiro apartamento de 1.000 m² foi inaugurado com mobília sob encomenda assinada pelo escritório KiBiSi com oito tipologias diferentes, um design escandinavo para esta curiosa estrutura com paredes inclinadas dos prédios.  No ano próximo vai continuar a construção do resort Hualien Residences com entrega da obra prevista em 2018.
Quem sabe no Brasil algum empreendedor imobiliário se atreva a ousar construindo um resort assim ?  Por exemplo na Bahia... 

Resort no Taiwan (1)

O que acham de tirar umas férias nesta colina artificial ?  Pois esta “colina” na realidade é um resort chamado de “Hualien Residences”, uma tentativa utópica e pragmática de densificação rural, mas sem agredir as características naturais da região. Acontece que Taiwan é um país onde a terra é um bem escasso.
Ao invés disso o projeto procurou replicar a natureza criando estas colinas artificiais; esta disposição inusitada dos prédios favorece um sombreamento ideal para o clima tropical do Taiwan, permitindo barrar o ofuscamento pela manhã e o aproveitamento da luz solar no dia todo. De quebra estes telhados e muros vegetais contribuem a mitigar os ganhos solares, com a diminuição do consumo com refrigeração.

Mercado em Roterdã

Este belo “galpão” chamado de Markthal em Roterdã, na Holanda, é um megaprédio de usos múltiplos com habitação, mercado, estacionamento.  É o maior mercado coberto da Holanda, construído junto ao maior mercado ao ar livre do país. Este edifício é um elemento catalisador para a vizinhança do bairro Laurenskwartier e a parte leste do centro, com os anos até poderia virar num marco urbano, tal e como a Torre Eiffel em Paris.  Todo começou quando o time formado pelo escritório MVRDV e a empresa Provast ganharam o concurso da prefeitura. Conforme as bases do concurso o prédio deveria ser aberto e muito acessível aos moradores do bairro e visitantes; originalmente incluía dois blocos de apartamentos com um mercado pequeno e econômico entre eles. 




Ao invés disso temos um prédio com forma de arco com 120 m de comprimento e 40 de altura; com apartamentos de diversos tipos como lofts e duplex, todos com varanda. Os apês estão localizados desde o segundo até o 11º andar,. No total são 126 para a …

Lagoa urbana no Taiwan (2)

Este belo projeto de 5,5 hectares, surgido dum concurso, é resultado duma parceria dos escritórios MVRDV, The Urbanist Collective e LLJ Architects.   Operativamente o projeto consiste em transformar a área conhecida como “eixo T”, com a rua Haian Road virando num verde parque publico, isso possível pelo desvio do tráfego de veículos para novos nós de transporte, que estão sendo criados no leste do centro da cidade.  Pela noite a estrada será fechada completamente ao tráfego, permitindo uma animada vida noturna e o florescimento de pequenos negócios ali instalados.



Este é outro projeto de paisagismo que também procura esverdear a cidade usando para isso a água, o “Boulevard Urbano Ecológico Zhong-Xiao” em Taipei, capital de Taiwan; desenho de 2007 com 50.000 m². Foi desenhado e construído por uma turma de estudantes de arquitetura, planejamento urbano e engenharia, com tutoria do arq. Sergio Palleroni.  Nesta imagem dá para ver como o arquiteto usa a bicicleta !   A salientar em ambos d…

Lagoa urbana no Taiwan (1)

Esta operação de requalificação urbana que procura transformar o centro da cidade de Tainan, no Taiwan, é um caso de acupuntura urbana -como diz o arquiteto Jaime Lerner- criando um parque público -verdadeiro corredor verde- e uma lagoa urbana que liga à cidade com sua orla marítima. O projeto implica a derrubada do China-Town Mall, mas conservando seu estacionamento subterrâneo e construindo sobre ele uma lagoa com praça pública. O fantástico é como a inspiração para este novo espaço público, veio das lagoas naturais que existiam em Tainan antes da expansão da cidade, e que serviram de base para sua indústria marinha e pesqueira. A praça contará com dunas e playgrounds, pequenas lojas e quiosques de venda de lembranças, um ponto de informação turística, uma casa de chá e uma galeria. 

7ma Conferencia Española Passivhaus

Fonte: CEPH
Nos próximos 26 e 27 de novembro vai acontecer na Universidade Pompeu Fabra Campus Ciutadella, a 7ma Conferência Espanhola Passivhaus organizada este ano pela Delegación de Barcelona em nome da Plataforma de Edificación Passivhaus (PEP). A associação PEP foi criada em 2008 para difundir o padrão e adaptá-lo aos diversos climas do nosso pais (Espanha). Na atualidade, PEP concentra os profissionais com maior conhecimento na área de nZEB, edificações com consumo de energia quase nulo, na Espanha.
Conforme as propostas recebidas no CallforPapers, desenhamos um programas com estes temas: 
- Habitação Plurifamiliar
- Edifícios Terciários
- Materiais, Componentes y Certificações Passivhaus
- Reabilitação
- Passivhaus no Mediterrâneo
Além disso, vão ocorrer outros eventos paralelos como cursos, oficinas, visitas e um grande espaço de exposições e encontro de materiais e componentes Passivhaus
Inscrições neste link.  http://www.plataforma-pep.org/eventos/8
Você pode conferir inscrições, preç…

Arte & Arquitetura Sustentável (fim)

Tudo bem, mas no Brasil como estamos na Arquitetura Sustentável? Pois graças a fantásticos arquitetos e incorporadoras temos ótimos exemplos, como estes dois na cidade maravilhosa. Este prédio da Universidade Petrobras foi o ponto de partida para a revitalização da Cidade Nova, no Centro do Rio de Janeiro. O Arq. Ruy Rezende pode-se gabar que seu prédio foi o primeiro da cidade em obter a certificação LEED; atingida com fachadas ventiladas, iluminação natural, reúso de água e ainda mais.




Detrás do desenho elegante e clean do Ventura Corporate Towers, há uma eficiente torre de escritórios com certificação LEED, um projeto com grife do escritório Aflalo & Gasperini. Os trunfos dela são vidros e ar-condicionado de alto desempenho, elevadores inteligentes, reúso da água de chuva.

Arte & Arquitetura Sustentável (2)

Acreditam que o uso do clima como ferramenta de desenho pelos arquitetos começou na Grécia ?  No século IV a.c., Sócrates falava como a casa deve se orientar corretamente para tirar proveito da luz solar. E no século primeiro a.c. o arquiteto romano Marcus Vitruvius estudava o sol e o vento antes de traçar um prédio.  



Então o que aconteceu, os arquitetos esqueceram o bom desenho ? Hoje é comum ver colegas brincando de artistas, fazendo caixinhas felizes tipo Mc Donald e logo chamando um cara para botar ar condicionado. Estas antigas técnicas da Arquitetura Bioclimática foram retomadas nos anos 70s com a crise do petróleo. A pergunta do milhão, o que é esta Arquitetura Bioclimática?    É uma arquitetura desenhada conforme o clima do local geográfico onde a obra é construída; tal como faz o ceramista na sua roda, o arquiteto da forma a sua edificação usando a natureza para aquecer, resfriar e iluminar sua edificação, aliás, com o apoio de equipamentos mecânicos.