Pular para o conteúdo principal

Turquia, casa em Harã (2)





Pois deixando pra lá preconceitos, os produtos de barro têm qualidades de conforto ambiental, e de quebra estamos poupando a energia empregada no forno quando fabricamos concreto o tijolos. Na atualidade um terço da população mundial mora em casas de terra; em quase todos os climas tropical-seco e temperados do mundo a terra foi o material de construção dominante. 
Vamos ver duas aplicações atuais da arquitetura em barro do arquiteto Gernot Minke; ele desenvolve suas atividades no Laboratório de Pesquisa de Construções Experimentais da Universidade de Kassel, na Alemanha. Seus trabalhos incluem diversas formas de construção com terra, blocos de palha, bambu, telhados verdes e jardins verticais, e ainda construções resistentes aos terremotos. Com ocasião dum seminário visitou a PUC do Rio de Janeiro em 2009. Na imagem 3, um prédio de escritórios em Nova Déli, na Índia; construído para demonstrar que as edificações desenhadas com abóbadas e cúpulas de blocos de terra produzem um melhor clima interior, e ainda são ótimas para abrigar computadores. Podem ser uma alternativa mais econômica às tradicionais lajes de concreto horizontais. O prédio necessita calefação e refrigeração, para isso utiliza um engenhoso túnel com profundidade de 3,50 metros, a temperatura da terra se mantém quase constante a 25º C, suficiente para impulsionar o ar com ajuda de dois ventiladores fornecendo aquecimento e arrefecimento. A poupança de energia se comparado a um prédio de porte similar com equipamento de ar-condicionado é de 2/3 !  Na imagem 4, uma creche na Alemanha, com uma cúpula central de 10 metros de luz sobre um hall de múltiplos usos, construída com blocos de argila extrudada. Esta edificação energeticamente eficiente está coberta com uma capa de terra e ervas de 15 centímetros de espessura. Os blocos extrudados numa olaria têm uma forma arredondada, o que lhes confere ótimas propriedades acústicas.

Postagens mais visitadas deste blog

Poço Canadense (1)

Sabiam que é possível usar o calor da terra para climatizar a casa ? Com vídeo.

Basicamente o que fazemos é introduzir ar exterior, que está a maior ou menor temperatura que a terra, mediante tubos enterrados; este ar modifica sua temperatura antes de entrar à casa. Estes tubos de fato são um trocador de calor; é um fantástico sistema de climatização natural que aproveita a temperatura do solo entre 12 a 14ºC, para temperar o ar entrante. É uma tubulação de 20 cm de diâmetro, enterrada entre 1,5 a 3 metros de profundidade; o comprimento vai de 10 até 100 metros. No verão podemos ter 36ºC no exterior e ao contato coma terra é possível injetar ar fresco a 21ºC. No entanto no inverno com 6ºC de temperatura exterior podemos ter 21ºC dentro da nossa casa. No acesso do duto de ar exterior, temos que colocar um exaustor para provocar a entrada de ar; bem como de outro exaustor no telhado para expulsar o ar contaminado do interior. O maravilhoso é que os custos de manutenção do sistema são mui…

Prédio eficiente em Lisboa

Em Lisboa, em 2006, foi construído o Solar Building XXI, este fantástico edifício pode ser considerado atualmente um prédio nZEB. Quer saber o que significa o acrônimo ? Pois nZEB  significa Nearly Zero Energy Buildings, refere aos edifícios com necessidades quase nulas de energia. O edifício foi construído no campus do LNEG, Laboratório Nacional de Energia e Geologia, com projeto dos arquitetos Pedro Cabrito e Isabel Diniz. Trata-se de um prédio energeticamente muito eficiente, com um desempenho energético 1/10 se comparado com um edifício padrão de escritórios; apela a uma combinação de técnicas de design passivo (como a correta orientação conforme o sol...) com tecnologias de energias renováveis, tais como painéis fotovoltaicos e coletores térmicos solares. No inverno para o aquecimento, a fachada principal tem um sistema fotovoltaico com recuperador de calor. No entanto no verão, o arrefecimento utiliza água fria fornecida por um sistema de tubos enterrados, bem como refrigeração …

LAREIRA ACONCHEGANTE 2

Pois é, esta bela lareira pode deixar fugir até o 70% do seu calor pela chaminé, mas agora vem o pior...este calor que sobe arrasta o calor dos cômodos e contribui a esfriar a casa ! Por sinal eu trabalhei diversos anos com calefação.


Mas, será que a lareira a lenha não é um bom sistema de calefação? Ou que talvez existam no mercado outras lareiras...de alta performance?