Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2015

Tenerife, casa bioclimática 3

Nesta maravilhosa casa bioclimática, localizada na Ilha de Tenerife, um verdadeiro paraíso para morar; acho que seria bom fazer alguns ajustes no desenho dela, por exemplo, na posição do banheiro, hoje no canto direito da casa. Com certeza absoluta os moradores apreciariam o banheiro colocado no médio dos quatro dormitórios, por comodidade e por questões de intimidade. E em se tratando dum modelo econômico tem só um banheiro para os quatro dormitórios e os quartos são pequenos ! Mas que tal tirar os muros divisórios entre cada dois dormitórios, ficando assim uma casa com dois amplos dormitórios e banheiros em suíte? As vezes os arquitetos esquecem que as moradias devem ser confortáveis para os donos, pois eles pagam din din pelo projeto. Neste caso foi esse critério abstrato -típico de arquiteto...rss- de criar uma zona úmida de cozinha e banheiro para ter tubos hidráulicos e sanitários de traçado curto. 
Os habitantes destas ilhas abençoadas pelo sol também tem sua consciência ecológi…

Tenerife, casa bioclimática 2

A casa está desenhada conforme o clima local -daí seu nome de bioclimática- vejam na imagem 2 como o desenho favorece a ventilação natural utilizando para isso os ventos do Nordeste. Basicamente esta maravilhosa moradia compreende um grosso muro de pedra basáltica, sobre o que se apóia avançando ao Sul uma estrutura leve de madeira laminada com esquadrias de aço galvanizado e vidro. Esta é a zona de permanência prolongada, a parte social da casa, a qual que permite desfrutar da paisagem abrigados do sol e o vento. Aí temos a sala de jantar, o estar e a cozinha; e pelo exterior a varanda com deck. A inclinação do telhado está determinada pela radiação solar com painéis para produção de energia elétrica e água quente. Está protegido do sobreaquecimento solar por uma câmara de ar, por cima dela um sistema de brises metálicos. Conforme a planta temos duas zonas diferenciadas separadas pelo muro, a zona Sul e a zona Norte, esta última é a zona intima, com os 4 dormitórios e o banheiro. Na …

Tenerife, casa bioclimática 1

Esta fantástica casa bioclimática poderia perfeitamente ser construída no Brasil, está localizada em Granadilla,Tenerife, a ilha da eterna primavera. A casa experimental é um projeto do arquiteto espanhol José Luis Rodríguez Gil, desenhada originalmente em 1995 e terminada em 2010. O alvo dele foi a redução da pegada ecológica, com uma edificação que gera poucos resíduos e emissões de CO² durante seu ciclo de vida, o que significa na sua construção, uso e manutenção, e eventual desmontagem. A ilha de Tenerife, uma das Ilhas Canárias, é o maior destino turístico delas, pode ser visitada o ano todo pelo seu clima ameno. Está situada na latitude do deserto do Saara, suas temperaturas variam pouco, com chuvas fracas só no inverno, e ventos alísios constantes; são os ventos do Nordeste.

Hora do Planeta 2015 (b)

Convite para a Hora do Planeta 2015 de Paolla Oliveira.



Hora do Planeta 2015 (a)

Fonte: 
http://www.wwf.org.br/participe/horadoplaneta/noticias_horadoplaneta/?44242/WWF-Brasil-celebra-Hora-do-Planeta-com-grande-show-gratuito-na-praia-de-Ipanema#
No sábado, 28 de março, entre 20h30 e 21h30, acontece a maior mobilização mundial de combate ao aquecimento global – a Hora do Planeta. Promovido pela organização ambientalista WWF-Brasil, o movimento acontece pelo sétimo ano consecutivo no país e, em 2015, tem o Rio de Janeiro como cidade âncora.
Para celebrar a data, será realizado um grande show gratuito na Praia de Ipanema, no Posto 10, no sábado 28 de março, a partir das 16h. O evento terá como principais atrações o coletivo internacional de artistas Playing For Change (vídeo abaixo) e o músico brasileiro Hamilton de Holanda. Também se apresentam Rodrigo Sha, Eduardo Neves e oDJ Nado Leal. Todo o espetáculo será realizado com gerador de biocombustível, alinhado com a mensagem da campanha que pede que governos, empresas e pessoas apaguem as luzes por sessenta minutos em u…

Masdar, sede da Siemens (fim)

A lajes do prédio da Siemens têm 4,500 m² cada, empregam um inovador sistema de pós-tensionado com luzes de 15 metros livres de colunas, isto reduz o uso de material num 60% e permite máxima flexibilidade para o layout dos escritórios. Estes escritórios flutuam sobre uma sombreada praça pública, que vemos na imagem 2. Olha que importante é isto no deserto quente! É uma rampa que conecta o pódio adjacente e a praça mais formal com a estação do Light Rail Transport. A praça foi concebida como uma extensão do espaço público existente, encorajando o movimento de pedestres ao coração do local. A natureza introvertida do terraço público compartilhado é reforçada por uma série de locais externos, lojas, e duas recepções totalmente envidraçadas. O edifício compreende nove átrios que vemos na imagem 3, eles fazem parte da estratégia de refrigeração do prédio e ainda é servido por seis núcleos perimetrais.
Um sistema de gestão de edifícios totalmente integrado de Siemens detecta automaticamente …

Masdar, sede da Siemens (3)

Este fantástico prédio da Siemens acolhe 800 funcionários no deserto de Abu Dhabi, foi desenhado como uma caixa dentro de uma caixa; assim temos uma fachada interior hermética e altamente isolada que permite reduzir a condutividade térmica. Por fora temos este sistema de brises de alumínio, minimizando os ganhos solares e maximizando a iluminação natural, porém permitindo as visuais do exterior. Estamos em presença duma fachada ventilada, tal e como uma cebola de diversas capas. A transferência de calor radiante ao interior do prédio é reduzida pela leveza do alumínio, com baixa massa térmica, e de quebra aumenta ao máximo a luz indireta do dia que penetra nos andares. O maravilhoso é como cada fachada está engenheirada -amo este verbo- conforme sua orientação solar. No site da empresa eles escrevem “tailored”, vem de tailor que significa alfaiate, em inglês. É o conceito de edifício como um terno de alfaiate sob encomenda. Acontece que muitas vezes os arquitetos põem o carro adiante …

Masdar, sede da Siemens (2)

Vejam este maravilhoso croqui, para mim é poesia...bioclimática. Nele podemos olhar como os raios do sol batem no prédio se refletindo diversas vezes no seu percurso, alcançando logo o interior dos escritórios, acontece que as sucessivas reflexões da luz maximizam a iluminação natural. Também o ar fresquinho descendo pelos espaços ocos e se deslocando pelo calçadão. Entanto o edifico está posicionado para enfrentar a direção do vento predominante, fazendo uso de túneis de Venturi por baixo do mesmo, para manter o fluxo de ar de arrefecimento por meio de canais de vento especialmente concebidos. Pelo contrário vemos o ar quente subindo pelo efeito chaminé para ser expulso e facilitar a ventilação natural; significa o mesmo processo termodinâmico que acontece na lareira da sua casa quando está acesa, caros internautas. Similar ao que acontece nesta casa térrea.

O outono chegou !

Estou contente...chega de calor... chegou o bento outono!  A época do romantismo e do friozinho... Mas para quem morar em regiões com estações diferenciadas, como a região Sul, pode ser importante a mudança de estação. Também é fantástico morar numa casa bioclimática, se trata de casas desenhadas conforme o clima local, o que significa o uso do clima pelo arquiteto como ferramenta de desenho. Quer dizer levar a sério a orientação da casa conforme a rosa dos ventos, as horas anuais de sol que vai receber, o regime de chuvas, a umidade da região, até a altitude sobre o nível do mar. Mas as casas bioclimáticas realmente podem ser sustentáveis e também belíssimas...como esta casa experimental em Granadilla, Tenerife. Por via das dúvidas, amanhã vamos seguir conhecendo a maravilhosa sede da empresa Siemens na cidade de Masdar, nos Emirados Árabes Unidos. Logo vamos ver esta belezura de casa em Tenerife.

Masdar, sede da Siemens (1)

Este é um belo prédio, mas é um prédio sustentável localizado no quente deserto dos Emirados Árabes Unidos; aí podemos ter no dia mais de 40ºC e noites frias. Vejam esta sucessão de brises criando uma textura, de proteção solar. Na imagem 2 vemos à esquerda a sede da Siemens, logo a sede do Masdar Institute of Science & Technology. 
O edifício é a sede da empresa Siemens, foi o primeiro em ganhar a certificação LEED platina em Abu Dhabi, Foi inaugurado em janeiro do 2014, no primeiro ano de funcionamento atingiu uma poupança de 63% no consumo de energia e 52% de água; se comparado com um prédio padrão de escritórios de Abu Dhabi. É um fantástico projeto do escritório britânico Sheppard Robson, nascido com a eficiência energética como alvo; o prédio conta com diversas características inovadoras, materiais e tecnologias que reduzam significativamente o consumo de energia e água.

CIDADES INTELIGENTES (fim)

Hoje as regiões metropolitanas estão enfrentando diversos problemas ambientais como a contaminação do ar, o saneamento das águas residuais, a degradação e diminuição dos espaços verdes pela ampliação das avenidas. O desenvolvimento urbano sustentável impulsiona um maior uso de energias renováveis, e também prédios e meios de transporte mais eficientes no consumo de energia. Aliás com medidas que reduzam a congestão do tráfego e as emissões de CO², a reciclagem da água e os resíduos, o uso da vegetação para filtrar a poluição e capturar o CO². Na hora de realizar a transição até a sustentabilidade existem razões puramente econômicas, mas essa transição até pode ser um processo demorado. Por isso é importante a liderança, na imagem temos o Arq. Jaime Lerner autor do livro “Acupuntura urbana”, pai da Curitiba moderna.  Conforme estudos realizados serão as cidades mais ecológicas e competitivas e com um alto nível de vida, as capazes de atrair às pessoas melhores e mais capacitadas, com a…

CIDADES INTELIGENTES 4

A sustentabilidade tem três pilares: o ambiental, o econômico, e o social; mas hoje tem quatro pois inclui também o bom governo. Este último foi o agregado, face isso é importante que as prefeituras das cidades, tomarem as decisões corretas sobre os investimentos a fazer nelas. O grande desafio é traduzir estes pilares em soluções rentáveis, factíveis e adequadas. Para que as cidades possam atrair investimentos de capitais, para ser competitivas sobre outras cidades, necessitam infra-estrutura moderna e eficiente, abundante mão de obra qualificada, modernas tecnologias informáticas e de telecomunicações (as TICs), acesso à habitação, educação, serviços básicos, como água e eletricidade. “Competitivas sobre outras cidades” pode significar que no caso você esteja matutando trocar de emprego em outro estado, no possível vai escolher uma cidade com melhor qualidade de vida, como Curitiba por exemplo. 
Mas o interessante é que tudo vai evoluindo, então o UN-HABITAT da ONU, criou um conceito…

CIDADES INTELIGENTES 3

No mundo há diversas empresas criando tecnologia para fazer as nossas cidades atuais, cidades inteligentes ou sustentáveis, é a mesma coisa; por exemplo a IBM e a Siemens. Na imagem abaixo vemos como é possível com a tecnologia, fazer a gestão correta dos prédios e cidades, da educação, da energia, do governo, da saúde pública, da segurança. do trem e metrô, do tráfego, e da água.
Fonte: IBM. “A tecnologia pode deixar as cidades mais inteligentes. Em uma parceria com a prefeitura do Rio de Janeiro, a IBM criou o Centro de Operações, uma central que reúne informações de diversos departamentos para prever riscos ambientais, problemas no trânsito ou de segurança, o que traz soluções mais rápidas e ajuda a cidade a funcionar melhor.”
Mas as cidades sustentáveis, também são um problema cultural, de consciência e responsabilidade. Exemplo, o cara educado sai com seu cachorrinho de passeio com uma sacolinha, e quando o mascote faz cocô ele o recolhe. Ao invés o cara sujo e mal educado vai diri…

CIDADES INTELIGENTES 2

Os fatores que impulsionam a necessária transformação das atuais cidades até novas cidades sustentáveis são dois, em primeiro lugar as mudanças climáticas. Hoje há evidência cientifica, com 99% de certeza, sobre a responsabilidade do homem no aquecimento global. Mas o pior é que há alguns indícios de que isto pode estar acontecendo a uma velocidade maior à esperada; e portanto poderia estar fora de controle. Conforme estudos do mítico MIT (Massachusetts Institute of Technology) para o final do século poderíamos ter um aumento da temperatura mundial muito grande. Significa o desgelo dos pólos, o aumento do nível do mar, e a desertificação de algumas regiões do planeta.
O segundo fator é a crise econômica, ela ha acelerado a questão levando a um novo consenso global, a sustentabilidade não é só um assunto ecológico, é um fato econômico.  O homem não tem futuro num planeta sem recursos, pobre e poluído. Os cientistas indicam que a vida na terra vai continuar, mas com menos população...o q…

CIDADES INTELIGENTES 1

Hoje vou tocar o assunto das cidades inteligentes ou “smart cities”, em inglês, pois representam os cuidados necessários com o meio ambiente e a eficiência no consumo da energia, eles vão de mãos dadas. A pergunta do milhão: porque é necessário que as nossas cidades sejam inteligentes? 
Pois acontece que as cidades são responsáveis do consumo do 75% da energia mundial, produzindo o 80% das emissões de gases efeito estufa, sobretudo CO². Daí é fundamental fazer “novas” cidades com as atuais cidades. Calcula-se que o re-desenho das cidades poderia ter uma influencia benéfica de até um 70 % na pegada ecológica da humanidade. Mas o que é a dita pegada ecológica?
Esta P.E. se calcula comparando nosso consumo de recursos e os resíduos que geramos, com a capacidade da Natureza (a mãe natureza, sofrida mãe!) de gerar novos recursos e absorver os resíduos que geramos. O ser humano faz um consumo predatório dos recursos, pois os consume mais depressa que a capacidade da natureza de gerar novos. E…