Pular para o conteúdo principal

USA, escolas de alto desempenho (1)



Já vimos uma escola tipo passivhaus na Áustria, agora vamos ver as pautas de desenho da Collaborative for High Performance Schools, CHPS nos Estados Unidos.  É uma organização líder que fornece subsídios para a construção e operação das instituições de ensino de alta perfomance. Seu bordão é “Melhores prédios. Melhores alunos”. Assim foram estabelecidos critérios visando à construção de escolas energeticamente eficientes e rentáveis. Uma escola de alto desempenho é eficiente ao respeito do consumo de energia e recursos, segura, customizável e fácil de operar e manter, saudável, confortável, bem iluminada e contem as comodidades para uma educação de qualidade. Os seus parâmetros de desenho ajudam na redução de custos operacionais, aumentam a assistência dos alunos, mantém a qualidade dos professores e da equipe, minimizam o impacto ambiental. 
Um design de alto desempenho vai ter um efeito positivo sobre a saúde e o conforto dos alunos, professores e funcionários. Por exemplo, as estratégias de projeto tais como iluminação natural, hão mostrado uma melhoria no aprendizado dos alunos. A boa qualidade do ar interior é fundamental para a saúde dos estudantes e professores. Essas qualidades ajudam os alunos a melhorar os testes de avaliação; todo isto com o intuito de melhorar o desempenho dos alunos e a experiência educacional. 

Postagens mais visitadas deste blog

Poço Canadense (1)

Sabiam que é possível usar o calor da terra para climatizar a casa ? Com vídeo.

Basicamente o que fazemos é introduzir ar exterior, que está a maior ou menor temperatura que a terra, mediante tubos enterrados; este ar modifica sua temperatura antes de entrar à casa. Estes tubos de fato são um trocador de calor; é um fantástico sistema de climatização natural que aproveita a temperatura do solo entre 12 a 14ºC, para temperar o ar entrante. É uma tubulação de 20 cm de diâmetro, enterrada entre 1,5 a 3 metros de profundidade; o comprimento vai de 10 até 100 metros. No verão podemos ter 36ºC no exterior e ao contato coma terra é possível injetar ar fresco a 21ºC. No entanto no inverno com 6ºC de temperatura exterior podemos ter 21ºC dentro da nossa casa. No acesso do duto de ar exterior, temos que colocar um exaustor para provocar a entrada de ar; bem como de outro exaustor no telhado para expulsar o ar contaminado do interior. O maravilhoso é que os custos de manutenção do sistema são mui…

LAREIRA ACONCHEGANTE 2

Pois é, esta bela lareira pode deixar fugir até o 70% do seu calor pela chaminé, mas agora vem o pior...este calor que sobe arrasta o calor dos cômodos e contribui a esfriar a casa ! Por sinal eu trabalhei diversos anos com calefação.


Mas, será que a lareira a lenha não é um bom sistema de calefação? Ou que talvez existam no mercado outras lareiras...de alta performance?

Melbourne, prédio de madeira

Que colorido apartamento !  Só tem um detalhe... ao invés de ter estrutura de concreto armado ou ainda de aço, como é corriqueiro, tem estrutura de madeira !! Mas de uma madeira especial, se trata de madeira laminada cruzada CLT cross-laminated timber.  Foi erguido com apenas 4 carpinteiros e um guindaste para posicionar e fixar os painéis CLT no lugar. O cubo de plástico preto à direita da imagem (4) é um banheiro pré-fabricado, feito em Brisbane.  Este é o prédio Forté em Melbourne, na Austrália; são 10 andares com 23 apartamentos e 32 metros de altura.
A madeira além da calidez dos seus veios aparentes é um material sustentável. Mas como assim ?  Pois a produção de uma tonelada de cimento gera 1,12 toneladas de carbono, entanto a produção de aço gera 1,5 toneladas; no processo ambos dois passam pelo forno.   É o que se denomina de energia embutida, significa a energia gasta em produzir um material ou componente construtivo. Pelo contrário as árvores produzem oxigênio e são capazes d…