Pular para o conteúdo principal

Pontevedra, prêmio ONU-Habitat (1)





Atenção: esta saga de posts bem poderia ser leitura obrigatória nas faculdades de arquitetura e quem sabe nos escritórios de prefeitos e políticos. Sinto muito carinho por Galícia...nos anos 80s ministrei aulas a meninos e moços na vila de Gondomar na província de Pontevedra, Espanha. Um aluno, o José Antonio vinha as minhas aulas com um pau e dizia para mim: “o manda meu pai para que me castigue...”  Os verdes das suas paisagens achei que eram os mais bonitos do mundo todo. E até a língua galega tem semelhança com a portuguesa. Este é o fantástico caso de Pontevedra, cidade que se propus escrever a história para trás...e o está conseguindo ! Ao invés da tendência mundial de esvaziamento e decadência do centro das cidades, com a expulsão da população à periferia; no centro urbano de Pontevedra sua população cresceu em 30%. Maravilha !  Mas não estou falando só pelo meu amor a Galícia...
Casualmente estes dias estou lendo por inúmera vez o livro “La Casa de la Troya”, que se passa em Santiago de Compostela. Em dezembro a cidade de Pontevedra ganhou o Premio Internacional de Dubai, que reconhece as melhores práticas para melhorar as condições de vida dos habitantes das cidades. É comum que o desenho urbano das cidades é feito pelos promotores imobiliários, pela carência de Planos Diretores ou ainda pior pelo não-cumprimento deles.Por exemplo temos o caso de Marbella, balneário espanhol no Mediterrâneo, ficou quase arrasada pela especulação imobiliária, entre outras causas porque se construiu em locais proibidos. Nestes dias me contaram que na orla de Camboriu estão construindo torres de 25 pisos !

Postagens mais visitadas deste blog

Poço Canadense (1)

Sabiam que é possível usar o calor da terra para climatizar a casa ? Com vídeo.

Basicamente o que fazemos é introduzir ar exterior, que está a maior ou menor temperatura que a terra, mediante tubos enterrados; este ar modifica sua temperatura antes de entrar à casa. Estes tubos de fato são um trocador de calor; é um fantástico sistema de climatização natural que aproveita a temperatura do solo entre 12 a 14ºC, para temperar o ar entrante. É uma tubulação de 20 cm de diâmetro, enterrada entre 1,5 a 3 metros de profundidade; o comprimento vai de 10 até 100 metros. No verão podemos ter 36ºC no exterior e ao contato coma terra é possível injetar ar fresco a 21ºC. No entanto no inverno com 6ºC de temperatura exterior podemos ter 21ºC dentro da nossa casa. No acesso do duto de ar exterior, temos que colocar um exaustor para provocar a entrada de ar; bem como de outro exaustor no telhado para expulsar o ar contaminado do interior. O maravilhoso é que os custos de manutenção do sistema são mui…

LAREIRA ACONCHEGANTE 2

Pois é, esta bela lareira pode deixar fugir até o 70% do seu calor pela chaminé, mas agora vem o pior...este calor que sobe arrasta o calor dos cômodos e contribui a esfriar a casa ! Por sinal eu trabalhei diversos anos com calefação.


Mas, será que a lareira a lenha não é um bom sistema de calefação? Ou que talvez existam no mercado outras lareiras...de alta performance?

Hotel minimalista de montanha (1)

Quer saber onde fica este hotel de aparência austera ? Para os que gostam das etiquetas vamos dizer arquitetura minimalista, mas em correto português significa arquitetura austera, despojada, sem ornamentos, “sem frescuras”. No próximo encontro vamos ver.