Pular para o conteúdo principal

ECO-MODA no PERU (2)




Esta bela história, produto da visão desta mulher empreendedora, começou há 16 anos quando Jessica enviou malhas de alpaca aos seus amigos franceses, eles as venderam em lojas virando logo numa empresa exportadora. Ela já conhecia o fio de alpaca da época que trabalhava numa grande fábrica de tecidos, ficou fascinada por ele e sua importância para a economia de Arequipa; então conforme cresciam as vendas também o entusiasmo dos trabalhadores e artesãos. Mas o negócio deslanchou há uma década quando começou a exportar aos Estados Unidos, ali tudo se faz a grande escala, com entrega de produtos em tempo e de boa qualidade. Esta Art Atlas é uma empresa familiar, Jessica se ocupa da produção e comercialização enquanto seu esposo das finanças e administração. Também os dois filhos do casal participam empolgados do negócio e da fundação que criaram com seus pais. A fundação de assistência social ajuda a cinco escolas das alturas de Arequipa; aí a nossa guerreira aplica o conceito do karma, pois nós colhemos o que semeamos, face isso a fundação fornece empréstimos a artesãos inovadores para comprar sua primeira maquina, providencia treinamento e trabalho sustentável, ajuda aos seus filhos promovendo a educação. Atualmente a empresa gera trabalho para mais de 500 famílias, exportando uma média de 12 mil peças por mês. 

Postagens mais visitadas deste blog

Poço Canadense (1)

Sabiam que é possível usar o calor da terra para climatizar a casa ? Com vídeo.

Basicamente o que fazemos é introduzir ar exterior, que está a maior ou menor temperatura que a terra, mediante tubos enterrados; este ar modifica sua temperatura antes de entrar à casa. Estes tubos de fato são um trocador de calor; é um fantástico sistema de climatização natural que aproveita a temperatura do solo entre 12 a 14ºC, para temperar o ar entrante. É uma tubulação de 20 cm de diâmetro, enterrada entre 1,5 a 3 metros de profundidade; o comprimento vai de 10 até 100 metros. No verão podemos ter 36ºC no exterior e ao contato coma terra é possível injetar ar fresco a 21ºC. No entanto no inverno com 6ºC de temperatura exterior podemos ter 21ºC dentro da nossa casa. No acesso do duto de ar exterior, temos que colocar um exaustor para provocar a entrada de ar; bem como de outro exaustor no telhado para expulsar o ar contaminado do interior. O maravilhoso é que os custos de manutenção do sistema são mui…

Prédio eficiente em Lisboa

Em Lisboa, em 2006, foi construído o Solar Building XXI, este fantástico edifício pode ser considerado atualmente um prédio nZEB. Quer saber o que significa o acrônimo ? Pois nZEB  significa Nearly Zero Energy Buildings, refere aos edifícios com necessidades quase nulas de energia. O edifício foi construído no campus do LNEG, Laboratório Nacional de Energia e Geologia, com projeto dos arquitetos Pedro Cabrito e Isabel Diniz. Trata-se de um prédio energeticamente muito eficiente, com um desempenho energético 1/10 se comparado com um edifício padrão de escritórios; apela a uma combinação de técnicas de design passivo (como a correta orientação conforme o sol...) com tecnologias de energias renováveis, tais como painéis fotovoltaicos e coletores térmicos solares. No inverno para o aquecimento, a fachada principal tem um sistema fotovoltaico com recuperador de calor. No entanto no verão, o arrefecimento utiliza água fria fornecida por um sistema de tubos enterrados, bem como refrigeração …

LAREIRA ACONCHEGANTE 2

Pois é, esta bela lareira pode deixar fugir até o 70% do seu calor pela chaminé, mas agora vem o pior...este calor que sobe arrasta o calor dos cômodos e contribui a esfriar a casa ! Por sinal eu trabalhei diversos anos com calefação.


Mas, será que a lareira a lenha não é um bom sistema de calefação? Ou que talvez existam no mercado outras lareiras...de alta performance?