Pular para o conteúdo principal

NEW YORK, casa inteligente (2)





Ao invés dos convencionais muros de tijolo e argamassa ou madeira, a Cellophane House™ tem uma sofisticada envoltória conforme a imagem 2.  Num muro tradicional temos as funções de vedação, isolamento térmico, barreira de vapor, barreira impermeável, função portante ou não portante. Mas nossa envoltória inteligente integra as diversas funções do muro tradicional numa pele multicapas de poucos milímetros de espessura, o nome de celofane foi escolhido pelas suas condições de leveza plástica. A pele atua como um filtro, permitindo seletivamente passar a luz do dia, o ar quente ou frio dependendo da época, rejeita os raios UV, é sustentável pelos seus materiais e capaz de gerar energia.  A cereja do bolo é uma fina camada chamada de SmartWrap™ formada de quatro componentes. Uma capa exterior transparente de PET atuante como barreira climática; um fino filme de células fotovoltaicas para gerar energia elétrica; uma camada interior solar que bloqueia os raios UV; uma camada interior de PET. Entre as camadas de PET ainda há uma câmara ventilada que captura o calor no inverno e ventila no verão, reduzindo a quantidade de energia necessária para climatizar a casa. 
Em palavras dos próprios arquitetos Kieran e Tiemberlake: “Muitos projetos pré-fabricados tem sucesso em dividir um edifício em módulos que podem ser rapidamente unidos, mas eles normalmente incorporam uma estratégia de cima para baixo: projetar um edifício, em seguida, criar um sistema para que ele funcione. Aqui, começamos com um sistema de estrutura-mais-componentes como base, permitindo à arquitetura crescer fora das suas oportunidades e limitações. Ao contrário das casas pré-fabricadas em que a originalidade e especificidade do local pode ser perdida no processo de fabricação, a Cellophane House™ é um sistema flexível de construção que permite diversos resultados. A estrutura pode acomodar uma variedade de materiais para atender às diferentes necessidades, gostos e orçamentos, a casa pode se adaptar a diferentes locais e fatores climáticos, as plantas podem ser facilmente alteradas.”

Postagens mais visitadas deste blog

Poço Canadense (1)

Sabiam que é possível usar o calor da terra para climatizar a casa ? Com vídeo.

Basicamente o que fazemos é introduzir ar exterior, que está a maior ou menor temperatura que a terra, mediante tubos enterrados; este ar modifica sua temperatura antes de entrar à casa. Estes tubos de fato são um trocador de calor; é um fantástico sistema de climatização natural que aproveita a temperatura do solo entre 12 a 14ºC, para temperar o ar entrante. É uma tubulação de 20 cm de diâmetro, enterrada entre 1,5 a 3 metros de profundidade; o comprimento vai de 10 até 100 metros. No verão podemos ter 36ºC no exterior e ao contato coma terra é possível injetar ar fresco a 21ºC. No entanto no inverno com 6ºC de temperatura exterior podemos ter 21ºC dentro da nossa casa. No acesso do duto de ar exterior, temos que colocar um exaustor para provocar a entrada de ar; bem como de outro exaustor no telhado para expulsar o ar contaminado do interior. O maravilhoso é que os custos de manutenção do sistema são mui…

LAREIRA ACONCHEGANTE 2

Pois é, esta bela lareira pode deixar fugir até o 70% do seu calor pela chaminé, mas agora vem o pior...este calor que sobe arrasta o calor dos cômodos e contribui a esfriar a casa ! Por sinal eu trabalhei diversos anos com calefação.


Mas, será que a lareira a lenha não é um bom sistema de calefação? Ou que talvez existam no mercado outras lareiras...de alta performance?

Melbourne, prédio de madeira

Que colorido apartamento !  Só tem um detalhe... ao invés de ter estrutura de concreto armado ou ainda de aço, como é corriqueiro, tem estrutura de madeira !! Mas de uma madeira especial, se trata de madeira laminada cruzada CLT cross-laminated timber.  Foi erguido com apenas 4 carpinteiros e um guindaste para posicionar e fixar os painéis CLT no lugar. O cubo de plástico preto à direita da imagem (4) é um banheiro pré-fabricado, feito em Brisbane.  Este é o prédio Forté em Melbourne, na Austrália; são 10 andares com 23 apartamentos e 32 metros de altura.
A madeira além da calidez dos seus veios aparentes é um material sustentável. Mas como assim ?  Pois a produção de uma tonelada de cimento gera 1,12 toneladas de carbono, entanto a produção de aço gera 1,5 toneladas; no processo ambos dois passam pelo forno.   É o que se denomina de energia embutida, significa a energia gasta em produzir um material ou componente construtivo. Pelo contrário as árvores produzem oxigênio e são capazes d…