Pular para o conteúdo principal

LONDRES, condomínio BedZED (fim)




Este maravilhoso condomínio BedZED foi projetado para mostrar que é possível a construção sustentável em grande escala, e ainda ter ótimo custo-benefício para a incorporadora. Porque é importante construir sustentavelmente? Pois acontece que o entorno construído, significa as casas e os prédios, são o maior consumidor de matérias primas virgem e o maior gerador de produtos indo para o aterro sanitário. Neste caso a construção empregou mão de obra e materiais locais, a maioria dos materiais foi produzida num raio máximo de 50 km, isto poupa o combustível dos caminhões e emissões atmosféricas. Foram empregados materiais reusados como areia, concreto, madeira, vigas metálicas, além de madeira certificada. As vigas vieram do desmantelamento duma antiga estação de trem, foram submetidas a testes antes de seu uso.
A cereja do morango, este "bento" BedZED está nos propondo um novo estilo de vida, hoje fala se em lifestyle, nesta época de exaltação do individualismo, temos um modelo de vida em comunidade, com carros elétricos compartilhados e alguns apartamentos compartilhados. Este novo padrão inclui o uso misto com unidades habitacionais, escritórios, lojas, clube esportivo, campo de futebol, centro de saúde. Os apartamentos também são de uso misto: 34 vendidos, 15 de aluguel, 23 de uso compartilhado, 10 para o pessoal médico. O uso da informática permite a monitoração global dos prédios, a leitura e o faturamento dos consumos elétricos e água, e até fazer as compras domésticas pelo condomínio com a diminuição de custos para os vizinhos. 

Postagens mais visitadas deste blog

Poço Canadense (1)

Sabiam que é possível usar o calor da terra para climatizar a casa ? Com vídeo.

Basicamente o que fazemos é introduzir ar exterior, que está a maior ou menor temperatura que a terra, mediante tubos enterrados; este ar modifica sua temperatura antes de entrar à casa. Estes tubos de fato são um trocador de calor; é um fantástico sistema de climatização natural que aproveita a temperatura do solo entre 12 a 14ºC, para temperar o ar entrante. É uma tubulação de 20 cm de diâmetro, enterrada entre 1,5 a 3 metros de profundidade; o comprimento vai de 10 até 100 metros. No verão podemos ter 36ºC no exterior e ao contato coma terra é possível injetar ar fresco a 21ºC. No entanto no inverno com 6ºC de temperatura exterior podemos ter 21ºC dentro da nossa casa. No acesso do duto de ar exterior, temos que colocar um exaustor para provocar a entrada de ar; bem como de outro exaustor no telhado para expulsar o ar contaminado do interior. O maravilhoso é que os custos de manutenção do sistema são mui…

LAREIRA ACONCHEGANTE 2

Pois é, esta bela lareira pode deixar fugir até o 70% do seu calor pela chaminé, mas agora vem o pior...este calor que sobe arrasta o calor dos cômodos e contribui a esfriar a casa ! Por sinal eu trabalhei diversos anos com calefação.


Mas, será que a lareira a lenha não é um bom sistema de calefação? Ou que talvez existam no mercado outras lareiras...de alta performance?

Hotel minimalista de montanha (1)

Quer saber onde fica este hotel de aparência austera ? Para os que gostam das etiquetas vamos dizer arquitetura minimalista, mas em correto português significa arquitetura austera, despojada, sem ornamentos, “sem frescuras”. No próximo encontro vamos ver.