Pular para o conteúdo principal

Coletor Solar Plano = negocião (2)




Vamos ver como podemos produzir água quente para tomar banho, cozinhar e até para calefação, usando coletores solares. Um coletor solar na realidade é um sistema fechado com 5 elementos: o coletor solar, o reservatório térmico, o sistema de distribuição, o controle, e a caixa de água fria. Na imagem 2 sistema por termossifão, a água fria entra ao coletor por baixo e sai quente pela parte superior rumo ao reservatório; daí sai para nosso uso, a água não consumida volta ao coletor por baixo pois ela está sempre circulando por termossifão, significa que a água quente é mais leve e sobe, no entanto seu lugar é ocupado pela água fria mais pesada. Tal e como sobe a fumaça na chaminé da sua lareira.  Para que o termossifão funcione é necessário que o reservatório seja instalado 20 centímetros por cima do coletor.
O coletor é o elemento que captura a energia solar para esquentar a água, há diversos modelos, o mais comum é do tipo plano, para seu correto funcionamento deve ser instalado voltado ao Norte, com uma inclinação aproximadamente igual a latitude do lugar geográfico mais 10º. Vai colocado apoiado no telhado da casa ou no terraço do prédio. Basicamente o coletor é uma chapa de alumínio pintada de preto -a qual se vai esquentar com o sol- com uma serpentina de tubos de cobre.  No caso do sistema direto da imagem 2 circula água que sai pronta para usá-la. 
Mas para lugares frios existe o sistema indireto -imagem 1- no qual circula um fluido mistura de água e glicol, para impedir que a água congele; é o pequeno depósito branco no reservatório da imagem 3.  Esse fluido é conduzido por médio de tubos a um reservatório intermediário, é um trocador de calor onde o fluido esquenta a água através numa serpentina. O coletor leva isolamento térmico e uma placa de vidro pela parte superior. 

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Poço Canadense (1)

Sabiam que é possível usar o calor da terra para climatizar a casa ? Com vídeo.

Basicamente o que fazemos é introduzir ar exterior, que está a maior ou menor temperatura que a terra, mediante tubos enterrados; este ar modifica sua temperatura antes de entrar à casa. Estes tubos de fato são um trocador de calor; é um fantástico sistema de climatização natural que aproveita a temperatura do solo entre 12 a 14ºC, para temperar o ar entrante. É uma tubulação de 20 cm de diâmetro, enterrada entre 1,5 a 3 metros de profundidade; o comprimento vai de 10 até 100 metros. No verão podemos ter 36ºC no exterior e ao contato coma terra é possível injetar ar fresco a 21ºC. No entanto no inverno com 6ºC de temperatura exterior podemos ter 21ºC dentro da nossa casa. No acesso do duto de ar exterior, temos que colocar um exaustor para provocar a entrada de ar; bem como de outro exaustor no telhado para expulsar o ar contaminado do interior. O maravilhoso é que os custos de manutenção do sistema são mui…

LAREIRA ACONCHEGANTE 2

Pois é, esta bela lareira pode deixar fugir até o 70% do seu calor pela chaminé, mas agora vem o pior...este calor que sobe arrasta o calor dos cômodos e contribui a esfriar a casa ! Por sinal eu trabalhei diversos anos com calefação.


Mas, será que a lareira a lenha não é um bom sistema de calefação? Ou que talvez existam no mercado outras lareiras...de alta performance?

Hotel minimalista de montanha (1)

Quer saber onde fica este hotel de aparência austera ? Para os que gostam das etiquetas vamos dizer arquitetura minimalista, mas em correto português significa arquitetura austera, despojada, sem ornamentos, “sem frescuras”. No próximo encontro vamos ver.