Pular para o conteúdo principal

Arqs. Sustentáveis em Escritório Sustentável (2)




Na imagem 1 vemos o nosso prédio 1315 Peachtree Street do escritório americano Perkins + Will. Um assunto interessante demais é como a liberdade sempre deve ir acompanhada de responsabilidade, senão vira em bagunça; nesta época de relativismo onde todo vale para fazer os caprichos individuais, ainda prejudique ao próximo. Significa que você tem um ambiente de trabalho mais propicio, neste caso mais favorável à criação nesta empresa de arquitetura. Está comprovado por diversos estudos externos -para que sejam válidos- que o pessoal trabalha a contento com condições favoráveis de trabalho; em conseqüência rende mais e aumenta a produtividade. Como exemplo disto nas imagens 2 e 3, temos o prédio CH 2 da Prefeitura de Melbourne, na Austrália. É possível descarregar do site uma avaliação da produtividade dos seus funcionários. Desde há anos sabemos que o diferencial no mundo competitivo empresarial é o capital humano, seus funcionários. Todos o demais, as máquinas, tecnologias e capital financeiro, você o pode comprar.  Essas condições de trabalho mais humanas incluem: iluminação e ventilação naturais, às vezes com controle individual. Ainda a presença do verde, plantas e flores e pequenas árvores, próximo ao prédio, ou dentro dele. Há empresas que têm ginásios, com exercícios para os funcionários que trabalham horas nos computadores, cursos de ioga. Mas essas ótimas condições de trabalho, de jeito nenhum podem significar relaxamento para os funcionários. Quando eles são contratados recebem e assinam uma Norma de Conduta, sobre o que pode e não pode fazer dentro da empresa. Na hora do trabalho não se pode distrair com joguinhos, redes sociais, sites de namoro virtual ou ainda pornografia. Se você faz isso está roubando ao seu empregador, e pode ser demitido com justa causa, toda vez que foi contratado para trabalhar; o lazer é na hora de descanso ou na sua casa. 
No próximo encontro encerramos esta saga mostrando as características sustentáveis deste fantástico prédio, por sinal certificado LEED.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Poço Canadense (1)

Sabiam que é possível usar o calor da terra para climatizar a casa ? Com vídeo.

Basicamente o que fazemos é introduzir ar exterior, que está a maior ou menor temperatura que a terra, mediante tubos enterrados; este ar modifica sua temperatura antes de entrar à casa. Estes tubos de fato são um trocador de calor; é um fantástico sistema de climatização natural que aproveita a temperatura do solo entre 12 a 14ºC, para temperar o ar entrante. É uma tubulação de 20 cm de diâmetro, enterrada entre 1,5 a 3 metros de profundidade; o comprimento vai de 10 até 100 metros. No verão podemos ter 36ºC no exterior e ao contato coma terra é possível injetar ar fresco a 21ºC. No entanto no inverno com 6ºC de temperatura exterior podemos ter 21ºC dentro da nossa casa. No acesso do duto de ar exterior, temos que colocar um exaustor para provocar a entrada de ar; bem como de outro exaustor no telhado para expulsar o ar contaminado do interior. O maravilhoso é que os custos de manutenção do sistema são mui…

Earthship na Argentina (2)

A Earthship -navio terrestre- é uma casa auto-suficiente, capaz de produzir todo o necessário para a subsistência como eletricidade, água, climatização, e até alimentos. Só tem um detalhe...está construída com pneus, terra, vidro, latinhas, materiais salvados do aterro “sanitário”; face isso o idealizador delas Michael Reynolds  é conhecido como o Guerreiro dos Resíduos, Garbage Warrior. 




O desenho é balizado por seis critérios de desenho conforme a imagem acima: materiais de construção naturais e reciclados; energia elétrica solar e eólica; produção de alimentos; calefação e refrigeração geotérmica e solar; coleta das águas de chuva; tratamento do esgoto. Michael Reynolds vai ministrar seu curso teórico-prático construindo a segunda escola sustentável de América Latina em Mar Chiquita, província de Buenos Aires, acima o link de contato.

LAREIRA ACONCHEGANTE 2

Pois é, esta bela lareira pode deixar fugir até o 70% do seu calor pela chaminé, mas agora vem o pior...este calor que sobe arrasta o calor dos cômodos e contribui a esfriar a casa ! Por sinal eu trabalhei diversos anos com calefação.


Mas, será que a lareira a lenha não é um bom sistema de calefação? Ou que talvez existam no mercado outras lareiras...de alta performance?