Pular para o conteúdo principal

Eco-boulevard by Sergio Palleroni (2)





Pois este belo projeto de paisagismo é o “Zhong-Xiao Boulevard Urban Ecological Corridor” em Taipei, capital de Taiwan; desenho do 2007-2007 com 50.000 m². Incluindo um jardim de câmpus desenhado e construído por uma turma de estudantes de arquitetura, planejamento urbano e engenharia, com tutoria do arq. Sergio Palleroni.  Ainda um prédio verde, o Pavilhão Lotus, construído em parceria com empreiteiras locais, o vemos na imagem 2. As iniciativas dos estudantes, incluem um telhado verde num prédio existente, na imagem 1. Adorei este desenho, o arquiteto Palleroni demonstra nas suas iniciativas educacionais -imagem 3- que os eco-projetos podem se integrar muito bem com o entorno urbano existente, o melhorando e completando. É o conceito de acupuntura urbana desenvolvido no Brasil pelo nosso Jaime Lerner. E de quebra o Palleroni resgata a função social da arquitetura; a arquitetura não é só um jogo formal de canetas e lapiseiras, senão também significa trabalhar nas áreas pobres e zonas de desastre, na imagem 4.
A intervenção do time do Palleroni permitiu transformar uma zona sem uso e carente de cuidados, numa área útil com produtivos eco-jardins. Agora temos um jardim com bala de filtração biológica, é um elemento de paisagismo para remover sedimentos e poluição da água de escoamento superficial; usando vegetação e compost. A força para as bombas de circulação é fornecida por painéis fotovoltaicos, atuantes ainda como proteção solar nos prédios do câmpus.
A salientar que esta iniciativa é uma mistura do trabalho de profissionais, de estudantes e da comunidade engajada no projeto, daí seu sucesso. Também é um mescla de diversas técnicas, desde estratégias passivas de climatização e conforto até soluções de paisagismo.
Meus caros: amanhã vamos conhecer como trabalham uns arquitetos sustentáveis no prédio...sustentável do seu escritório.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Poço Canadense (1)

Sabiam que é possível usar o calor da terra para climatizar a casa ? Com vídeo.

Basicamente o que fazemos é introduzir ar exterior, que está a maior ou menor temperatura que a terra, mediante tubos enterrados; este ar modifica sua temperatura antes de entrar à casa. Estes tubos de fato são um trocador de calor; é um fantástico sistema de climatização natural que aproveita a temperatura do solo entre 12 a 14ºC, para temperar o ar entrante. É uma tubulação de 20 cm de diâmetro, enterrada entre 1,5 a 3 metros de profundidade; o comprimento vai de 10 até 100 metros. No verão podemos ter 36ºC no exterior e ao contato coma terra é possível injetar ar fresco a 21ºC. No entanto no inverno com 6ºC de temperatura exterior podemos ter 21ºC dentro da nossa casa. No acesso do duto de ar exterior, temos que colocar um exaustor para provocar a entrada de ar; bem como de outro exaustor no telhado para expulsar o ar contaminado do interior. O maravilhoso é que os custos de manutenção do sistema são mui…

LAREIRA ACONCHEGANTE 2

Pois é, esta bela lareira pode deixar fugir até o 70% do seu calor pela chaminé, mas agora vem o pior...este calor que sobe arrasta o calor dos cômodos e contribui a esfriar a casa ! Por sinal eu trabalhei diversos anos com calefação.


Mas, será que a lareira a lenha não é um bom sistema de calefação? Ou que talvez existam no mercado outras lareiras...de alta performance?

Hotel minimalista de montanha (1)

Quer saber onde fica este hotel de aparência austera ? Para os que gostam das etiquetas vamos dizer arquitetura minimalista, mas em correto português significa arquitetura austera, despojada, sem ornamentos, “sem frescuras”. No próximo encontro vamos ver.