Pular para o conteúdo principal

Rowe Lane, Casa para Família Feliz (fim)



Conforme o arquiteto Marcus: “quando nos chegamos pela vez primeira à casa, as três meninas tinham o dormitório no sótão, num grande espaço aberto com uma fileira de camas. Mas logo nós dividimos esse grande espaço num estúdio e três dormitórios separados, a cada um com uma cama normal e um beliche dobrado pelo teto, que são ótimos para festas de pijama”. Assim no térreo temos a zona social e no primeiro andar a zona adulta. É uma casa de 250 metros quadrados com pé-direito duplo e o térreo aberto ao jardim, cinco dormitórios, um estúdio, sala de música, e um mezanino. Na imagem vemos a cozinha com pé-direito duplo e o mezanino e o living com a biblioteca dos donos de casa, no verão este espaço se estende até o jardim. O layout da planta do térreo com suas grandes áreas vidradas permite que a sala, o comedor e a cozinha recebam iluminação natural.
Construtivamente a casa está apoiada em fundações de concreto executadas a 3 metros de profundidade, isto para proteger as fundações superficiais da casa vizinha. Os muros exteriores e o telhado levam uma capa de 150 mm de isolamento térmico de linho, forrada a sua vez com painéis de fibra de madeira, um produto alemão sem conservantes.
O crédito pelo espelho de água com vegetais é da esposa do Marcus, Rachel. Há até um pouco do sabor Japonês neste jardim. Neste mundo machista de hoje, gostei quando o arquiteto fala do importante que foi a contribuição da sua esposa no desenho desta fantástica casa. Adoro contar as histórias que há atrás das edificações, uma matéria fria sobre tijolo & concreto e números vocês podem encontrar em qualquer site ou livro; mas este blog é bem outra coisa. Tomara esteja conseguindo fazer direitinho para vocês...

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Poço Canadense (1)

Sabiam que é possível usar o calor da terra para climatizar a casa ? Com vídeo.

Basicamente o que fazemos é introduzir ar exterior, que está a maior ou menor temperatura que a terra, mediante tubos enterrados; este ar modifica sua temperatura antes de entrar à casa. Estes tubos de fato são um trocador de calor; é um fantástico sistema de climatização natural que aproveita a temperatura do solo entre 12 a 14ºC, para temperar o ar entrante. É uma tubulação de 20 cm de diâmetro, enterrada entre 1,5 a 3 metros de profundidade; o comprimento vai de 10 até 100 metros. No verão podemos ter 36ºC no exterior e ao contato coma terra é possível injetar ar fresco a 21ºC. No entanto no inverno com 6ºC de temperatura exterior podemos ter 21ºC dentro da nossa casa. No acesso do duto de ar exterior, temos que colocar um exaustor para provocar a entrada de ar; bem como de outro exaustor no telhado para expulsar o ar contaminado do interior. O maravilhoso é que os custos de manutenção do sistema são mui…

LAREIRA ACONCHEGANTE 2

Pois é, esta bela lareira pode deixar fugir até o 70% do seu calor pela chaminé, mas agora vem o pior...este calor que sobe arrasta o calor dos cômodos e contribui a esfriar a casa ! Por sinal eu trabalhei diversos anos com calefação.


Mas, será que a lareira a lenha não é um bom sistema de calefação? Ou que talvez existam no mercado outras lareiras...de alta performance?

Hotel minimalista de montanha (1)

Quer saber onde fica este hotel de aparência austera ? Para os que gostam das etiquetas vamos dizer arquitetura minimalista, mas em correto português significa arquitetura austera, despojada, sem ornamentos, “sem frescuras”. No próximo encontro vamos ver.