Pular para o conteúdo principal

Madri, Telhado de Pneus Reciclados 2



Esta casa de 172 metros quadrados também é chamada de casa silicone; está rodeada duma série de terraços de pedra e decks de madeira e também de muito verde pois os arquitetos agregaram umas 200 espécies novas de plantas. Os arquitetos preservaram este pulmão verde -como em Curitiba, obrigado Jaime Lerner- que absorve o CO² e libera oxigênio nesta zona urbanizada de Madri. A casa é um verdadeiro refúgio nesta floresta de concreto, que melhora o meio ambiente para a comunidade. Lembram o fenômeno da “ilha de calor” em nossas cidades ? É uma casa semi-enterrada que usa a massa térmica da terra (uns 15º C), aí já estamos poupando dinheiro com climatização, mas também maximiza a iluminação natural. Lembremos que a distancia máxima até onde podem penetrar os raios do sol são 7 metros, é chamada de distância passiva. A forma irregular da residência permitiu aos arquitetos diferenciar duas zonas, a social e a íntima, ambas duas comunicadas por um corredor. Na primeira temos a cozinha, a sala de jantar e o living. Adorei esta insólita cozinha de piso laranja com vista aos livros da biblioteca ! E na zona íntima temos os dormitórios. Os muros são de concreto aparente, nele podemos ver os veios de madeira das fôrmas de pínus, e de quebra ainda é um excelente armazenador de calor. E o que os arquitetos fizeram com as tábuas das fôrmas do concreto ? Pois essas tábuas foram usadas nos decks exteriores. O elemento de destaque é o telhado com revestimento de borracha laranja, e azul na outra asa da moradia, a borracha vem de pneus reciclados. Entanto os pavimentos dos banheiros, dormitórios e cozinha são de borracha reciclada cor laranja, que agregam uma nota de cor pois as paredes são brancas. Nesta fantástica casa os arquitetos madrilenhos estão aplicando os “três erres” da sustentabilidade: Reduzir o uso de recursos; Reúso de materiais; Reciclagem de elementos. Ótimo !!

Convite: o que você acham duma casa de madeira sob forma de caracol, na Finlândia ?
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Poço Canadense (1)

Sabiam que é possível usar o calor da terra para climatizar a casa ? Com vídeo.

Basicamente o que fazemos é introduzir ar exterior, que está a maior ou menor temperatura que a terra, mediante tubos enterrados; este ar modifica sua temperatura antes de entrar à casa. Estes tubos de fato são um trocador de calor; é um fantástico sistema de climatização natural que aproveita a temperatura do solo entre 12 a 14ºC, para temperar o ar entrante. É uma tubulação de 20 cm de diâmetro, enterrada entre 1,5 a 3 metros de profundidade; o comprimento vai de 10 até 100 metros. No verão podemos ter 36ºC no exterior e ao contato coma terra é possível injetar ar fresco a 21ºC. No entanto no inverno com 6ºC de temperatura exterior podemos ter 21ºC dentro da nossa casa. No acesso do duto de ar exterior, temos que colocar um exaustor para provocar a entrada de ar; bem como de outro exaustor no telhado para expulsar o ar contaminado do interior. O maravilhoso é que os custos de manutenção do sistema são mui…

LAREIRA ACONCHEGANTE 2

Pois é, esta bela lareira pode deixar fugir até o 70% do seu calor pela chaminé, mas agora vem o pior...este calor que sobe arrasta o calor dos cômodos e contribui a esfriar a casa ! Por sinal eu trabalhei diversos anos com calefação.


Mas, será que a lareira a lenha não é um bom sistema de calefação? Ou que talvez existam no mercado outras lareiras...de alta performance?

Hotel minimalista de montanha (1)

Quer saber onde fica este hotel de aparência austera ? Para os que gostam das etiquetas vamos dizer arquitetura minimalista, mas em correto português significa arquitetura austera, despojada, sem ornamentos, “sem frescuras”. No próximo encontro vamos ver.