Pular para o conteúdo principal

Austrália, a descolada casa Rozak 5



Mas como começou esta história da casa Rozak ?
O escritório Troppo Architects procurou inspiração nas estruturas indígenas e casas vernáculas do século XIX e começos do XX, para criar uma arquitetura contemporânea, baseada nas tradições locais, e ainda focada no futuro em busca duma arquitetura amigável com o meio ambiente. A luz natural indireta e o movimento do ar balizaram todos os aspectos do desenho da casa, desde a forma e a envoltória exterior, as plantas baixas, até os materiais e detalhes construtivos. Deste território habitado já há 40.000 anos o arquiteto Adrian Welke tomou das antigas técnicas indígenas dois componentes básicos, o telhado para proteger do sol e da chuva, e a construção sobre plataforma elevada para capturar o movimento do ar. Atenção estudantes de arquitetura, está é uma pergunta de exame...rsss
A casa Rozak elimina as barreiras entre o interior é o exterior nos propondo um jeito de viver em estreita relação como a mãe Natureza. Ela demonstra que a auto-suficiência energética é uma mistura de desenho solar passivo, poupança de energia, eletrodomésticos de baixo consumo e sistemas de energias renováveis. Face isso a moradia tem dois sistemas ativos de energia solar; no telhado um sistema de energia fotovoltaica de 11,5 kW com 28 painéis de 75 W. E ainda um sistema de água quente solar para fornecer água para a cozinha e o banheiro.
Ps. amanhã terminamos esta saga e teremos uma bela surpresa.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Poço Canadense (1)

Sabiam que é possível usar o calor da terra para climatizar a casa ? Com vídeo.

Basicamente o que fazemos é introduzir ar exterior, que está a maior ou menor temperatura que a terra, mediante tubos enterrados; este ar modifica sua temperatura antes de entrar à casa. Estes tubos de fato são um trocador de calor; é um fantástico sistema de climatização natural que aproveita a temperatura do solo entre 12 a 14ºC, para temperar o ar entrante. É uma tubulação de 20 cm de diâmetro, enterrada entre 1,5 a 3 metros de profundidade; o comprimento vai de 10 até 100 metros. No verão podemos ter 36ºC no exterior e ao contato coma terra é possível injetar ar fresco a 21ºC. No entanto no inverno com 6ºC de temperatura exterior podemos ter 21ºC dentro da nossa casa. No acesso do duto de ar exterior, temos que colocar um exaustor para provocar a entrada de ar; bem como de outro exaustor no telhado para expulsar o ar contaminado do interior. O maravilhoso é que os custos de manutenção do sistema são mui…

LAREIRA ACONCHEGANTE 2

Pois é, esta bela lareira pode deixar fugir até o 70% do seu calor pela chaminé, mas agora vem o pior...este calor que sobe arrasta o calor dos cômodos e contribui a esfriar a casa ! Por sinal eu trabalhei diversos anos com calefação.


Mas, será que a lareira a lenha não é um bom sistema de calefação? Ou que talvez existam no mercado outras lareiras...de alta performance?

Hotel minimalista de montanha (1)

Quer saber onde fica este hotel de aparência austera ? Para os que gostam das etiquetas vamos dizer arquitetura minimalista, mas em correto português significa arquitetura austera, despojada, sem ornamentos, “sem frescuras”. No próximo encontro vamos ver.