Pular para o conteúdo principal

Casa de Musgo para Artistas 2



Pois os donos desta casa são dois habitantes típicos da comunidade Heyri Art Valley, uma pintora e um engenheiro de som especializado em música clássica. Face isso a pintora queria um estúdio com luz natural, mas sem visuais ao exterior para não tirar a concentração do seu trabalho, com pé direito duplo e forma retangular para transmitir uma sensação de estabilidade e com entrada diferenciada ao resto da casa. Vejam na imagem 1 as duas janelas alongadas nos fornecendo iluminação natural, e as duas fileiras de lâmpadas para quando não temos sol. 
Já o engenheiro almejava um estúdio de gravações com sala de música para orquestra de trinta intérpretes, um quarto de controle para ouvir, gravar e editar a música. O estúdio precisava ainda uma entrada e caminho independente da casa para não molestar à esposa; uma pequena cozinha e espaço ao ar livre para que os músicos possam curtir um relax no meio das longas sessões de gravação. A acústica da sala era o ponto chave, temos na imagem 2 esses quadros nas paredes com elementos absorventes do som para impedir o eco. Ainda a forma do estúdio pareça descolada, pois não é tão retangular assim, gostei, pois tudo reto houvesse sido aborrecido, na arquitetura de boa feitura deve haver espaço para o inédito, para nossa surpresa. O casal procurou ao escritório de arquitetos Mass Studies para topar este desafio e tanto; uma casa de 441 m² com 3 pavimentos e estúdio para a pintora no térreo, sala de gravações no segundo andar, e confortáveis dormitórios para o casal e os filhos. 
Por que estes nomes de casa torque e casa de musgo ?
Quer conhecer as suas fachadas ?

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Poço Canadense (1)

Sabiam que é possível usar o calor da terra para climatizar a casa ? Com vídeo.

Basicamente o que fazemos é introduzir ar exterior, que está a maior ou menor temperatura que a terra, mediante tubos enterrados; este ar modifica sua temperatura antes de entrar à casa. Estes tubos de fato são um trocador de calor; é um fantástico sistema de climatização natural que aproveita a temperatura do solo entre 12 a 14ºC, para temperar o ar entrante. É uma tubulação de 20 cm de diâmetro, enterrada entre 1,5 a 3 metros de profundidade; o comprimento vai de 10 até 100 metros. No verão podemos ter 36ºC no exterior e ao contato coma terra é possível injetar ar fresco a 21ºC. No entanto no inverno com 6ºC de temperatura exterior podemos ter 21ºC dentro da nossa casa. No acesso do duto de ar exterior, temos que colocar um exaustor para provocar a entrada de ar; bem como de outro exaustor no telhado para expulsar o ar contaminado do interior. O maravilhoso é que os custos de manutenção do sistema são mui…

LAREIRA ACONCHEGANTE 2

Pois é, esta bela lareira pode deixar fugir até o 70% do seu calor pela chaminé, mas agora vem o pior...este calor que sobe arrasta o calor dos cômodos e contribui a esfriar a casa ! Por sinal eu trabalhei diversos anos com calefação.


Mas, será que a lareira a lenha não é um bom sistema de calefação? Ou que talvez existam no mercado outras lareiras...de alta performance?

Hotel minimalista de montanha (1)

Quer saber onde fica este hotel de aparência austera ? Para os que gostam das etiquetas vamos dizer arquitetura minimalista, mas em correto português significa arquitetura austera, despojada, sem ornamentos, “sem frescuras”. No próximo encontro vamos ver.