Pular para o conteúdo principal

História de amor na casa do vento 2



A estrutura desta Ohana Guest House é formada por uma treliça de montantes de cedro e perfis metálicos, ali apóia o telhado leve; os perfis estão chumbados numa base maciça de pedra vulcânica nativa, inspirada nas construções religiosas do Havaí (chama-se de heiau); é uma forma de sintonizar com as tradições locais. Mas o interessante é como este rodapé de rocha consegui amarrar a construção ao terreno e a paisagem, fazendo as vezes de alicerce; lembremos que Niulii é uma região de grandes ventanias. E aí temos um grande contraste entre esta plataforma maciça e a leveza das enormes superfícies vidradas, estas permitem uma farta iluminação natural, ventilação cruzada e uma visão de 180 graus para o oceano. A planta de 240 m² em forma de “U” protege ao pátio aberto que recebe o sol do Sul, que delícia desfrutar o sol e tomar um banho de piscina ao abrigo do vento ! Numa assa da planta temos dois dormitórios e uma biblioteca, na outra a garagem, quarto de serviços, sala multimídia; ambas conectadas pela sala de estar principal. Além da pedra vulcânica, os arquitetos empregaram outros materiais nativos como pedra e madeira de tamarindo nos pavimentos, e eucalipto em todo o mobiliário construído.
Para os que curtem o surf vai esta informação, a região é famosa por atrair surfistas do mundo todo, no inverno temos as competições Eddie Aikau (in memoriam do lendário surfista) e a Tripla Coroa Vans; com essas ondas gigantes de 9 metros de altura. A minha sugestão é fazer um seguro de vida !

Ps. será possível construir uma pousada num remoto local da costa da Tasmânia, sem água, sem eletricidade, nem rede de esgoto ? Amanhã vamos desvendar o mistério.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Poço Canadense (1)

Sabiam que é possível usar o calor da terra para climatizar a casa ? Com vídeo.

Basicamente o que fazemos é introduzir ar exterior, que está a maior ou menor temperatura que a terra, mediante tubos enterrados; este ar modifica sua temperatura antes de entrar à casa. Estes tubos de fato são um trocador de calor; é um fantástico sistema de climatização natural que aproveita a temperatura do solo entre 12 a 14ºC, para temperar o ar entrante. É uma tubulação de 20 cm de diâmetro, enterrada entre 1,5 a 3 metros de profundidade; o comprimento vai de 10 até 100 metros. No verão podemos ter 36ºC no exterior e ao contato coma terra é possível injetar ar fresco a 21ºC. No entanto no inverno com 6ºC de temperatura exterior podemos ter 21ºC dentro da nossa casa. No acesso do duto de ar exterior, temos que colocar um exaustor para provocar a entrada de ar; bem como de outro exaustor no telhado para expulsar o ar contaminado do interior. O maravilhoso é que os custos de manutenção do sistema são mui…

LAREIRA ACONCHEGANTE 2

Pois é, esta bela lareira pode deixar fugir até o 70% do seu calor pela chaminé, mas agora vem o pior...este calor que sobe arrasta o calor dos cômodos e contribui a esfriar a casa ! Por sinal eu trabalhei diversos anos com calefação.


Mas, será que a lareira a lenha não é um bom sistema de calefação? Ou que talvez existam no mercado outras lareiras...de alta performance?

Hotel minimalista de montanha (1)

Quer saber onde fica este hotel de aparência austera ? Para os que gostam das etiquetas vamos dizer arquitetura minimalista, mas em correto português significa arquitetura austera, despojada, sem ornamentos, “sem frescuras”. No próximo encontro vamos ver.