Pular para o conteúdo principal

Viagem a Cingapura 2




No passado se dizia que a Cingapura, cidade-estado, era um deserto cultural, porém a hoje conhecida como a Suíza da Ásia está virando um vetor cultural que atrai a milhares de visitantes em procura das suas maravilhas culinárias, shopping e diversão. A imagem 1 é dum cartaz do festival de cinema em Vancouver, com filmes feitos em Cingapura. Nestes últimos anos a cidade se apresenta também como a capital culinária da Ásia; a comida singapurense é lendária, existem os animados “hawker centres”, são férias de comidas, na imagem 2. E ainda temos os cafés abertos as 24 horas. Para o público feminino que gosta da moda e adora comprar roupa fashion, as boutiques da Cingapura não tem nada que invejar às do Soho em Nova York ou Le Marais em Paris. A jóia das boutiques singapurenses está escondida no coração do bairro islâmico Haji Town, numa pitoresca ruazinha favorita entre os jovens locais, onde se exibem as fachadas de lojinhas independentes, boutiques exclusivas, e cafés de moda.
A nova geração de jovens singapurenses e imigrantes está colocando a Cingapura no mapa noturno da balada; porém ainda é um pais conservador, algumas restrições vão se mitigando; mas uma noite custa caro pois o álcool é caro. Talvez seja melhor que custe caro, atuando de fato como um controle social. Na Suécia por exemplo os bares têm que fechar à meia noite, se quer álcool tem que comprar com antecedência no supermercado. Para o viageiro ousado e amante da música uma opção pode ser o bar Crazy Elephant, é um espaço para que os artistas emergentes apresentem sua música a um publico jovem disposto a curtir a noite. Também há a disposição do público pianos, baterias, guitarras e microfones. Ótimo !
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Poço Canadense (1)

Sabiam que é possível usar o calor da terra para climatizar a casa ? Com vídeo.

Basicamente o que fazemos é introduzir ar exterior, que está a maior ou menor temperatura que a terra, mediante tubos enterrados; este ar modifica sua temperatura antes de entrar à casa. Estes tubos de fato são um trocador de calor; é um fantástico sistema de climatização natural que aproveita a temperatura do solo entre 12 a 14ºC, para temperar o ar entrante. É uma tubulação de 20 cm de diâmetro, enterrada entre 1,5 a 3 metros de profundidade; o comprimento vai de 10 até 100 metros. No verão podemos ter 36ºC no exterior e ao contato coma terra é possível injetar ar fresco a 21ºC. No entanto no inverno com 6ºC de temperatura exterior podemos ter 21ºC dentro da nossa casa. No acesso do duto de ar exterior, temos que colocar um exaustor para provocar a entrada de ar; bem como de outro exaustor no telhado para expulsar o ar contaminado do interior. O maravilhoso é que os custos de manutenção do sistema são mui…

LAREIRA ACONCHEGANTE 2

Pois é, esta bela lareira pode deixar fugir até o 70% do seu calor pela chaminé, mas agora vem o pior...este calor que sobe arrasta o calor dos cômodos e contribui a esfriar a casa ! Por sinal eu trabalhei diversos anos com calefação.


Mas, será que a lareira a lenha não é um bom sistema de calefação? Ou que talvez existam no mercado outras lareiras...de alta performance?

Melbourne, prédio de madeira

Que colorido apartamento !  Só tem um detalhe... ao invés de ter estrutura de concreto armado ou ainda de aço, como é corriqueiro, tem estrutura de madeira !! Mas de uma madeira especial, se trata de madeira laminada cruzada CLT cross-laminated timber.  Foi erguido com apenas 4 carpinteiros e um guindaste para posicionar e fixar os painéis CLT no lugar. O cubo de plástico preto à direita da imagem (4) é um banheiro pré-fabricado, feito em Brisbane.  Este é o prédio Forté em Melbourne, na Austrália; são 10 andares com 23 apartamentos e 32 metros de altura.
A madeira além da calidez dos seus veios aparentes é um material sustentável. Mas como assim ?  Pois a produção de uma tonelada de cimento gera 1,12 toneladas de carbono, entanto a produção de aço gera 1,5 toneladas; no processo ambos dois passam pelo forno.   É o que se denomina de energia embutida, significa a energia gasta em produzir um material ou componente construtivo. Pelo contrário as árvores produzem oxigênio e são capazes d…