Pular para o conteúdo principal

Hotel Remota na Patagônia 1



Vou fazer uma confissão, como é bom pesquisar sobre diversos prédios do mundo e praticas profissionais sustentáveis, isso permite conhecer o pensamento -e às vezes até a poesia- dos arquitetos e empresários que os desenvolvem. A vida é um aprendizado continuo e vamos nos enriquecendo com as idéias alheias !  Este é o caso do Hotel Remota na solidão da Patagônia chilena, do arquiteto chileno Germán del Sol. Mas acho que este é bem mais que um hotel, é quase uma viagem iniciática até o nosso autoconhecimento interior, que vai nos ajudar com certeza a separar o trigo do joio na nossa vida. No post 3 vou passar para vocês o conceito de “Remoto” desenvolvido pelo arquiteto.
Fisicamente o hotel está construído ao redor dum enorme pátio central, com três prédios -inspirados nos estábulos de ovelhas- conectados por corredores de madeira, com uma aparência austera, sem luxos supérfluos, parecem como nascidos na terra, até porque eles têm telhado verde. E encontramos um traço ousado nestas chaminés de ventilação que o arquiteto na procurou esconder. Ao redor do hotel a grama cresce livremente pois não há um jardim artificial, não há jardineiros trabalhando; senão há uma atitude, uma sensibilidade de respeito para com a paisagem circundante. Trata-se duma obra desenhada com economia de meios que casa bem com uma paisagem natural severa, lembremos que a Patagônia fica onde termina América do Sul.
Mas quais são as características que fazem sustentável a este hotel ?

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Poço Canadense (1)

Sabiam que é possível usar o calor da terra para climatizar a casa ? Com vídeo.

Basicamente o que fazemos é introduzir ar exterior, que está a maior ou menor temperatura que a terra, mediante tubos enterrados; este ar modifica sua temperatura antes de entrar à casa. Estes tubos de fato são um trocador de calor; é um fantástico sistema de climatização natural que aproveita a temperatura do solo entre 12 a 14ºC, para temperar o ar entrante. É uma tubulação de 20 cm de diâmetro, enterrada entre 1,5 a 3 metros de profundidade; o comprimento vai de 10 até 100 metros. No verão podemos ter 36ºC no exterior e ao contato coma terra é possível injetar ar fresco a 21ºC. No entanto no inverno com 6ºC de temperatura exterior podemos ter 21ºC dentro da nossa casa. No acesso do duto de ar exterior, temos que colocar um exaustor para provocar a entrada de ar; bem como de outro exaustor no telhado para expulsar o ar contaminado do interior. O maravilhoso é que os custos de manutenção do sistema são mui…

LAREIRA ACONCHEGANTE 2

Pois é, esta bela lareira pode deixar fugir até o 70% do seu calor pela chaminé, mas agora vem o pior...este calor que sobe arrasta o calor dos cômodos e contribui a esfriar a casa ! Por sinal eu trabalhei diversos anos com calefação.


Mas, será que a lareira a lenha não é um bom sistema de calefação? Ou que talvez existam no mercado outras lareiras...de alta performance?

Hotel minimalista de montanha (1)

Quer saber onde fica este hotel de aparência austera ? Para os que gostam das etiquetas vamos dizer arquitetura minimalista, mas em correto português significa arquitetura austera, despojada, sem ornamentos, “sem frescuras”. No próximo encontro vamos ver.