Pular para o conteúdo principal

Biblioteca de Cingapura 2




Este fantástico projeto da Biblioteca de Cingapura é uma torre de 16 andares e 98 metros de altura, formada por dois blocos separados por uma rua interna semi-protegida. O bloco grande contém as coleções da biblioteca; entanto o pequeno bloco curvo, espaços para exposições e multimídia e um auditório. O arquiteto Ken Yeang -o nosso herói verde- levou a sério o desenho do prédio adaptado ao clima tropical úmido da Ilha. Se bem que ele não teve que lutar para convencer o cliente de construir um prédio sustentável, pois ele já almejava um prédio verde. Eu acho que este é o melhor cliente que um arquiteto pode pegar. Não é mole defender a sustentabilidade ante o cliente, são necessárias habilidades de diplomata para saber vender a nossa idéia; pois o cliente é o que consegui os fundos para investir na construção, e quem paga nossos honorários. O custo deste prédio é £ 80 milhões.
As características sustentáveis do prédio incluem 6.300 metros quadrados de verde plantados dentro dele, duma área total construída de 30.979 m²; é um 20%. A implantação do edifício obedece à localização solar para aproveitar a iluminação e ventilação naturais; ainda a envoltória exterior inclui brises de proteção. Na fase de desenho foram feitas simulações sobre o consumo e o desempenho energético do prédio, com o resultado do consumo de 185 kWh/m² por ano, o qual é menor que a media das torres da Cingapura, são 230 kWh/m² por ano. Ótimo !!  Finalmente, para construir uma estrutura ecologicamente responsável foram empregadas diversas estratégias como materiais “verdes” ou reciclados para os pavimentos e acabamentos das paredes.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Poço Canadense (1)

Sabiam que é possível usar o calor da terra para climatizar a casa ? Com vídeo.

Basicamente o que fazemos é introduzir ar exterior, que está a maior ou menor temperatura que a terra, mediante tubos enterrados; este ar modifica sua temperatura antes de entrar à casa. Estes tubos de fato são um trocador de calor; é um fantástico sistema de climatização natural que aproveita a temperatura do solo entre 12 a 14ºC, para temperar o ar entrante. É uma tubulação de 20 cm de diâmetro, enterrada entre 1,5 a 3 metros de profundidade; o comprimento vai de 10 até 100 metros. No verão podemos ter 36ºC no exterior e ao contato coma terra é possível injetar ar fresco a 21ºC. No entanto no inverno com 6ºC de temperatura exterior podemos ter 21ºC dentro da nossa casa. No acesso do duto de ar exterior, temos que colocar um exaustor para provocar a entrada de ar; bem como de outro exaustor no telhado para expulsar o ar contaminado do interior. O maravilhoso é que os custos de manutenção do sistema são mui…

LAREIRA ACONCHEGANTE 2

Pois é, esta bela lareira pode deixar fugir até o 70% do seu calor pela chaminé, mas agora vem o pior...este calor que sobe arrasta o calor dos cômodos e contribui a esfriar a casa ! Por sinal eu trabalhei diversos anos com calefação.


Mas, será que a lareira a lenha não é um bom sistema de calefação? Ou que talvez existam no mercado outras lareiras...de alta performance?

Hotel minimalista de montanha (1)

Quer saber onde fica este hotel de aparência austera ? Para os que gostam das etiquetas vamos dizer arquitetura minimalista, mas em correto português significa arquitetura austera, despojada, sem ornamentos, “sem frescuras”. No próximo encontro vamos ver.