Pular para o conteúdo principal

CartonLab 1



Hoje vamos falar duma experiência sustentável e uma lição de vida, das pessoas que são capazes de adaptar sua vida às mudanças. Essas oportunidades de crescimento profissional que comumente chegam a nós, mas disfarçadas de crise ! Trata-se do interessante trabalho dos arquitetos Carlos Abadía Suanzes-Carpegna, Ignacio Bautista Ruiz e Pablo García Mora. Eles são espanhóis e compõem o jovem escritório Moho Arquitetos, só que tem um detalhe, eles constroem com...papelão !  Acontece que logo da crise imobiliária da Espanha entre 2008 e o 2011, a construção caiu e o país se encheu da casas vazias. E o que fizeram eles ? Eles se re-criaram totalmente e começaram no 2010 brincando a construir brinquedos sustentáveis de papelão, até que hoje tem a plataforma CartonLab que oferece uma experiência 100% reciclável que há servido ao escritório para montar desde estandes para a Microsoft, até uma exposição completa de papelão como vemos na imagem.Sua aposta e desenhar pensando na reciclagem, seja para eventos, expositores de produtos, brinquedos para crianças, mobiliário, luminárias. O que aliás TODO empresário responsável e até os arquitetos -puxão de orelhas- deveriam fazer.
Dica para estudantes e pessoal em procura de trabalho: podemos falar desses lugares comuns como “o único permanente é a mudança”, mas é verdade pura. Hoje no mundo empresarial não se fala em profissões fixas como antigamente; as empresas preferem falar de habilidades (skills em inglês), os profissionais mais requisitados são os capazes de se adaptar a um mundo em perpetua mudança. Enquanto aos programas de estudo nas faculdades, os programas modernos têm cadeiras opcionais para que aluno possa escolher, desenhando assim sua carreira. Ou ainda existem carreiras diversas com cadeiras comuns.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Poço Canadense (1)

Sabiam que é possível usar o calor da terra para climatizar a casa ? Com vídeo.

Basicamente o que fazemos é introduzir ar exterior, que está a maior ou menor temperatura que a terra, mediante tubos enterrados; este ar modifica sua temperatura antes de entrar à casa. Estes tubos de fato são um trocador de calor; é um fantástico sistema de climatização natural que aproveita a temperatura do solo entre 12 a 14ºC, para temperar o ar entrante. É uma tubulação de 20 cm de diâmetro, enterrada entre 1,5 a 3 metros de profundidade; o comprimento vai de 10 até 100 metros. No verão podemos ter 36ºC no exterior e ao contato coma terra é possível injetar ar fresco a 21ºC. No entanto no inverno com 6ºC de temperatura exterior podemos ter 21ºC dentro da nossa casa. No acesso do duto de ar exterior, temos que colocar um exaustor para provocar a entrada de ar; bem como de outro exaustor no telhado para expulsar o ar contaminado do interior. O maravilhoso é que os custos de manutenção do sistema são mui…

Esverdeando as nossas cidades

Podemos esverdear as nossas cidades plantando árvores tal e como fez Curitiba, a capital verde da América; ou ainda com telhados e muros vegetais, em ambos os casos estamos repondo o verde destruído com a extensão de avenidas e a construção de edificações. Mas por que é tão importante acrescentar o verde nas cidades? Pois favorece o sombreamento melhorando a qualidade do ar; aliás o verde ajuda na luta contra o fenômeno da “ilha de calor”, onde o concreto aparece como um grande armazenador de calor. Pelo processo de evapotranspiração as plantas usam a energia calórica para evaporar a água, com isso são capazes de esfriar os prédios no verão, num processo similar ao que acontece no corpo humano. De quebra estamos lutando contra o alagamento das ruas, onde a rede pública de esgoto não consegue dar conta das chuvaradas intensas; estamos assim retrasando a chegada das águas pluviais ao coletor municipal. Mas do que falamos quando pensamos num telhado verde ou vegetal? Um telhado verde é a…

Charges do Consumismo (2)

Além do consumismo próprio feminino e masculino -até os homens hão caído nessa- temos o consumismo das crianças e adolescentes...pago com o dinheiro dos pais. O pai da imagem diz “I paid”, eu paguei !  Os vilões desta história são os cartões de crédito que facilitam consumir primeiro e pagar depois...
A imagem mostra o estilo de vida adolescente:  “Jovens de entre 8 e 18 anos de idade nos EUA, gastam um quarto do seu tempo de mídia usando diversos meios de comunicação.  O  24% dos jovens de 12 até 18 anos na maioria das vezes usam outra mídia enquanto assistem TV”.  Isto último também o fazem os adultos !  Mas a boa notícia é que as mídias podem ser usadas também para semear a cultura do desapego, do Consumo Colaborativo. Depende de nós...é só atitude. 
Ps. não sou um dinossauro...rss  Uso o correio eletrônico, o celular e o desenho por computador; principalmente como maravilhosas ferramentas de otimização do trabalho...e também de comunicação.