Pular para o conteúdo principal

Barco que funciona com GLP



Este barco é um catamarã da empresa Buquebus para o transporte fluvial e permite unir Montevidéu com Buenos Aires em apenas duas horas e doze minutos, a uma velocidade de 58 nós, uns 107 quilômetros por hora, é o ferry mais veloz do seu tipo no mundo todo. Quando eu era moço, no século passado, e significa mais moço que agora...rss; era uma viagem que durava uma noite, o barco tinha até boate, o que hoje se chama de discoteca. Este barco cujo nome é Francisco Papa é uma nave verde; conforme a empresa o barco utiliza um sistema de propulsão alimentado com GLP Gás Liquefeito de Petróleo, o que vai permitir eliminar quase um 100 % as emissões contaminantes. Para fornecer o combustível necessário, a empresa ainda instalou na Argentina uma moderna planta de produção gás. Comumente os navios usam para seu deslocamento motores diesel, alimentados com óleo diesel. A empresa leva sério sua responsabilidade ambiental, pois está em uso seu ônibus elétrico realizando o passeio turístico pela Colonia do Sacramento no oeste do Uruguai, e proximamente serão incorporados outros ônibus elétricos a sua frota para serviços de longa distancia. Também vai instalar uma planta solar fotovoltaica para fornecer energia elétrica para esses ônibus. 
O barco tem capacidade para transportar 950 passageiros e 150 carros, suas medidas são 100 por 28 metros, um quarteirão de cumprimento. Você pode viajar nas classes turista econômica, turista, primeira e salão especial. As mordomias incluem um salão VIP, sala de reuniões e cinco espaços gastronômicos. As vezes é possível encontrar viajando no barco alguma estrela da televisão ou jornalista, pois há pessoal argentino cruzando o Río de la Plata para trabalhar na televisão ou teatro de Montevidéu e vice-versa.

Ps. amanhã vamos conhecer um belo jardim vertical e praça de convivência em Madrid.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Poço Canadense (1)

Sabiam que é possível usar o calor da terra para climatizar a casa ? Com vídeo.

Basicamente o que fazemos é introduzir ar exterior, que está a maior ou menor temperatura que a terra, mediante tubos enterrados; este ar modifica sua temperatura antes de entrar à casa. Estes tubos de fato são um trocador de calor; é um fantástico sistema de climatização natural que aproveita a temperatura do solo entre 12 a 14ºC, para temperar o ar entrante. É uma tubulação de 20 cm de diâmetro, enterrada entre 1,5 a 3 metros de profundidade; o comprimento vai de 10 até 100 metros. No verão podemos ter 36ºC no exterior e ao contato coma terra é possível injetar ar fresco a 21ºC. No entanto no inverno com 6ºC de temperatura exterior podemos ter 21ºC dentro da nossa casa. No acesso do duto de ar exterior, temos que colocar um exaustor para provocar a entrada de ar; bem como de outro exaustor no telhado para expulsar o ar contaminado do interior. O maravilhoso é que os custos de manutenção do sistema são mui…

LAREIRA ACONCHEGANTE 2

Pois é, esta bela lareira pode deixar fugir até o 70% do seu calor pela chaminé, mas agora vem o pior...este calor que sobe arrasta o calor dos cômodos e contribui a esfriar a casa ! Por sinal eu trabalhei diversos anos com calefação.


Mas, será que a lareira a lenha não é um bom sistema de calefação? Ou que talvez existam no mercado outras lareiras...de alta performance?

Melbourne, prédio de madeira

Que colorido apartamento !  Só tem um detalhe... ao invés de ter estrutura de concreto armado ou ainda de aço, como é corriqueiro, tem estrutura de madeira !! Mas de uma madeira especial, se trata de madeira laminada cruzada CLT cross-laminated timber.  Foi erguido com apenas 4 carpinteiros e um guindaste para posicionar e fixar os painéis CLT no lugar. O cubo de plástico preto à direita da imagem (4) é um banheiro pré-fabricado, feito em Brisbane.  Este é o prédio Forté em Melbourne, na Austrália; são 10 andares com 23 apartamentos e 32 metros de altura.
A madeira além da calidez dos seus veios aparentes é um material sustentável. Mas como assim ?  Pois a produção de uma tonelada de cimento gera 1,12 toneladas de carbono, entanto a produção de aço gera 1,5 toneladas; no processo ambos dois passam pelo forno.   É o que se denomina de energia embutida, significa a energia gasta em produzir um material ou componente construtivo. Pelo contrário as árvores produzem oxigênio e são capazes d…