Pular para o conteúdo principal

Percorrendo o MIS no Rio de Janeiro 2


ESPÍRITO CARIOCA
O primeiro nível de exposições terá três salas dedicadas a mostrar o Humor, a Rebeldia e a Festa, reflexos da alma do carioca. No Salão do Humor Carioca, o visitante terá a oportunidade de ver o humor tratado como espírito (a irreverência, a tradição de se fazer piada com tudo, a quebra de protocolos e barreiras sociais, a abordagem de questões políticas e sociais, na imprensa e nas artes) e como expressão (os comediantes e humoristas profissionais em rádio, cinema, teatro e TV), “emoldurado” em telas. Frases típicas, clássicas, também estarão espalhadas pelas paredes. Em seguida, o percurso de visitação conduz o público para a sala Rio 40 graus ou Quando a Cidade Entra em Ebulição, onde sete histórias diferentes –dança, teatro, cinema, literatura, artes visuais e rock, além da narrativa geral– serão contadas em multitelas e vão refletir a ebulição da cidade. Já na sala Salve o Carnaval, o visitante entrará numa espécie de cinema de 360°, na metade de cima da sala, e uma linguagem de almanaque, com recortes de textos, vídeos e animação, no restante do espaço. Será a experiência mais sensorial do museu. O espaço será isolado acusticamente para que o volume possa ficar mais alto, dando a idéia, por exemplo, de o visitante ser um dos integrantes de uma bateria de escola de samba.

MÚSICA
A grande criação do Rio ganha um andar inteiro no museu. As diferentes produções da zona norte e da zona sul da cidade –reflexos da colonização– serão retratadas nesse nível expográfico. A face norte do prédio abrigará a sala Samba/Choro/Rádio, com duplo programa e experiências sobre as duas grandes matrizes da música carioca e o rico acervo da Rádio Nacional. Em uma espécie de antessala escura, uma “suíte chorística”, criada e adaptada pelo músico Beto Cazes, será acompanhada de uma animação. Num segundo espaço, duas experiências, com horários previamente estabelecidos, se alternarão, quando a sala é transformada mecanicamente em uma sala de cinema. Um filme sobre a história social do samba –de 1950, quando a ocupação da Cidade Nova teve início, até os dias de hoje– usando diferentes técnicas, será exibido. No segundo programa, o visitante voltará no tempo e se encontrará na platéia de um programa da Rádio Nacional, protagonizado por alguns de seus grandes personagens. Na face sul, outra experiência: Carinhoso. Um espaço com cabines extremamente confortáveis e excelente acústica, onde os visitantes poderão desfrutar da música “americanizada”, trilha sonora da zona sul da cidade, como a bossa nova, entre outras.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Poço Canadense (1)

Sabiam que é possível usar o calor da terra para climatizar a casa ? Com vídeo.

Basicamente o que fazemos é introduzir ar exterior, que está a maior ou menor temperatura que a terra, mediante tubos enterrados; este ar modifica sua temperatura antes de entrar à casa. Estes tubos de fato são um trocador de calor; é um fantástico sistema de climatização natural que aproveita a temperatura do solo entre 12 a 14ºC, para temperar o ar entrante. É uma tubulação de 20 cm de diâmetro, enterrada entre 1,5 a 3 metros de profundidade; o comprimento vai de 10 até 100 metros. No verão podemos ter 36ºC no exterior e ao contato coma terra é possível injetar ar fresco a 21ºC. No entanto no inverno com 6ºC de temperatura exterior podemos ter 21ºC dentro da nossa casa. No acesso do duto de ar exterior, temos que colocar um exaustor para provocar a entrada de ar; bem como de outro exaustor no telhado para expulsar o ar contaminado do interior. O maravilhoso é que os custos de manutenção do sistema são mui…

Earthship na Argentina (2)

A Earthship -navio terrestre- é uma casa auto-suficiente, capaz de produzir todo o necessário para a subsistência como eletricidade, água, climatização, e até alimentos. Só tem um detalhe...está construída com pneus, terra, vidro, latinhas, materiais salvados do aterro “sanitário”; face isso o idealizador delas Michael Reynolds  é conhecido como o Guerreiro dos Resíduos, Garbage Warrior. 




O desenho é balizado por seis critérios de desenho conforme a imagem acima: materiais de construção naturais e reciclados; energia elétrica solar e eólica; produção de alimentos; calefação e refrigeração geotérmica e solar; coleta das águas de chuva; tratamento do esgoto. Michael Reynolds vai ministrar seu curso teórico-prático construindo a segunda escola sustentável de América Latina em Mar Chiquita, província de Buenos Aires, acima o link de contato.

LAREIRA ACONCHEGANTE 2

Pois é, esta bela lareira pode deixar fugir até o 70% do seu calor pela chaminé, mas agora vem o pior...este calor que sobe arrasta o calor dos cômodos e contribui a esfriar a casa ! Por sinal eu trabalhei diversos anos com calefação.


Mas, será que a lareira a lenha não é um bom sistema de calefação? Ou que talvez existam no mercado outras lareiras...de alta performance?