Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2012

Apagão Nuclear na Alemanha 2

A mostra da virada da empresa Siemens até as energias renováveis é sua própria nova sede central, a construir se em Munique na Alemanha. Vai ter mais de 45.000 m² de pavimentos, com um conjunto de pátios interligados e abertos ao trânsito dos pedestres, maximizando a iluminação natural que entra nos escritórios.  Este belo prédio vai ser zero energia, pois vai gerar sua própria energia. Vai ter unidades fotovoltaicas no telhado, e nas fachadas de vidro e pedra, como podemos ver na imagem.

Apagão Nuclear na Alemanha 1

Olha esse mapa, não é assustador a quantidade de usinas nucleares que há na Alemanha?

Mas a boa notícia é a decisão do governo alemão -do ano passado- de abandonar totalmente o uso da energia nuclear até 2022 fechando estas 17 usinas nucleares. Acontece que a Alemanha é o primeiro pais industrializado em fazer isso.  Também o CEO da Siemens Peter Löscher diz: “esse capítulo está fechado para nós”. Esta empresa alemã líder em tecnologia nuclear está abandonando o negócio no mundo todo.

ENVOLTÓRIA dos PRÉDIOS 17

Mas além destes “artistas” temos os ARQUITETOS estes sim fazem sustentabilidade com técnica e...arte. Esta curiosa forma de “pepino” é o prédio Swiss Re em Londres, conhecido lá como “the cucumber “ do famoso arquiteto britânico Norman Foster. Sua curiosa forma obedece ao objetivo de maximizar a iluminação natural pois é um prédio de escritórios.

REPORTAGEM na RÁDIO

Na imagem acima temos os produtos da Buildspuma. 
Abaixo estou falando com a Gerente Comercial Tania Thomsen da empresa Bromyros, tradicional fabricante de isolamento térmico de poliestireno rígido do Uruguai. É uma reportagem para minha coluna de SUSTENTABILIDADE na rádio Oriental de Montevidéu. 

ENVOLTÓRIA dos PRÉDIOS 16

Talvez o problema é que os arquitetos quando estudam na faculdade são capacitados como “artistas” e não como técnicos...como técnicos sustentáveis. Então às vezes agem com se fossem artistas plásticos, cada um deles tenta deixar sua marca na cidade como se fosse quem grita mais forte !

ENVOLTÓRIA dos PRÉDIOS 15

Mas o assunto da envoltória de um prédio e importante pois é um item avaliado pelo selo Procel Edifica. Este selo do governo avalia três parâmetros do prédio conforme seu consumo de energia, gente ! Esses parâmetros são: iluminação artificial, ar condicionado e...a envoltória!

Obviamente se a edificação não leva em conta a correta orientação conforme o local geográfico, usando a iluminação natural, a ventilação cruzada, os ventos prevalentes... nesse caso vamos gastar mais dinheiro em iluminação artificial e ar condicionado.

Puxão de orelhas para os arquitetos: às vezes estes põem por cima de tudo suas idéias estéticas o as vaidades pessoais e obrigam ao proprietário a gastos maiores em ar condicionado e até em iluminação artificial.

Fuleco é o mascote da Copa 2014

ENVOLTÓRIA dos PRÉDIOS 14

E agora a pergunta-chave: porque é tão importante assim o assunto da envoltória de um prédio?

É simples, pois pela envoltória de uma edificação -casa ou prédio- acontecem as perdas de calor no inverno e os ganhos de calor no verão! Na imagem acima vemos nesta casa as maiores perdas térmicas em amarelo e vermelho.

Significa que se a envoltória é corretamente desenhada as perdas e ganhos serão minimizadas. Como sempre falamos, o projeto sustentável começa com a correta orientação conforme o local geográfico da edificação. Por isso nas plantas de arquitetura SEMPRE deve aparecer a rosa dos ventos: o Norte!  Qualquer planta sem o dito cujo norte é burrice!

Força Expedicionária Brasileira

Oi, recebi estes vídeos dos meus amigos Alessandro e Dani, é interessante mesmo.

Pessoal,
eis um novo vídeo, mostrando alguns dos lugares onde passaram os soldados brasileiros durante a segunda guerra mundial.    
Versão italiana http://www.youtube.com/watch?v=sol_lUfBAUk&feature=plcp

Como sempre, tudo pode ser visto também no blog  http://poli-andreini.blogspot.com.br/

ENVOLTÓRIA dos PRÉDIOS 13

Na imagem temos diversos edifícios dos arquitetos Alfredo Botti e Marc Rubin de São Paulo, acima à esquerda temos o Edifício Albina. É um prédio do ano 1962 e recoberto de venezianas de madeira. Abaixo, mas no canto direito vemos o prédio São Félix de 1966, também com venezianas.
Minhas desculpas, mão consegui imagem maior, mas ficaria muito grato se algum internauta me envia fotos para publicar.

ENVOLTÓRIA dos PRÉDIOS 12

Finalmente, esta é a fachada Leste do edifício Council House 2 em Melbourne na Austrália.

ENVOLTÓRIA dos PRÉDIOS 11

Acima temos a fachada Norte do prédio Council House 2, e embaixo dela a fachada Sul.

ENVOLTÓRIA dos PRÉDIOS 10

Este é outro caso de venezianas exteriores de madeira; é a fachada Oeste do prédio Council House 2 em Melbourne na Austrália; trata-se da Prefeitura. Vamos ver como todas as fachadas do edifício são diferentes pessoal !

Aproveitando que estamos falamos da Prefeitura de Melbourne, estou publicando este vídeo de uma campanha de prevenção de acidentes. É viral, foi acessado 15 milhões de vezes numa semana !

ENVOLTÓRIA dos PRÉDIOS 9

Cá temos alguns detalhes construtivos das venezianas exteriores do banco Itaú, na Av. Paulista em São Paulo.

ENVOLTÓRIA dos PRÉDIOS 8

Na planta baixa vemos como a fachada principal, a Nor-Oeste tem esse brises exteriores de proteção, pois ela recebe muitas horas de sol no ano todo.

ENVOLTÓRIA dos PRÉDIOS 7

Este sim é um excelente exemplo, é do Arq. Rino Levi do ano 1963. Trata-se do ex-banco Sul-Americano atualmente banco Itaú, na Av. Paulista em São Paulo.

ENVOLTÓRIA dos PRÉDIOS 6

Este lindo prédio -pois é lindo- tem suas fachadas Oeste (na imagem) e Leste completamente vidradas sem nenhuma proteção exterior! Perdão, nao expliquei direitinho: sem nenhuma proteção exterior contra os raios do sol. Pois as proteções exteriores são as mais eficientes numa edificação!

Também o apartamento é bonito e original, por exemplo, o fundo da laje de teto (o forro que vemos) não é horizontal como sempre acontece. Mas o dono -contente de morar ali- teve que adaptar sua vida à disposição do apartamento, um descaso...Na manhã de verão ele fica na fachada da imagem, nessa fachada Oeste: onde estão a sala de estar e a de jantar, pois é fresquinha. Mas como à tarde é um inferno de calor, tem que correr as cortinas, ai ele com sua esposa ficam na fachada oposta, é a fachada Leste, onde estão a ...cozinha e os quartos. Imaginam vocês batendo papo com amigos na cozinha, ao invés de na sua bela sala de estar com carpete e obras de arte ?

Eu participei deste vídeo da CNN sobre o “Síndrom…

ENVOLTÓRIA dos PRÉDIOS 5

Que tal agora ver diversos exemplos de envoltória?  Acreditam que esta Torre Executiva com sua “pele de vidro” tem as sua quatro fachadas todas iguais? Na imagem vemos a fachadas norte e leste. 
Sem comentário.

ENVOLTÓRIA dos PRÉDIOS 4

Pois a envoltória é o conjunto de muros, telhados, laje de teto, e até laje de piso, é tudo o que rodeia a um prédio, uma casa, uma torre de escritórios. E agora -perto das festas do Natal- é como o embrulho para presente.

ENVOLTÓRIA dos PRÉDIOS 3

Este prédio está embrulhado nesta veneziana de...bambu...a qual permite o controle dos raios solares, e que poderia atuar como um amortecedor que o protege das altas temperaturas do verão, chuva e o vento...
Estas lindas venezianas conformam a envoltória do prédio; então a primeira coisa é fazer uma pergunta: o que é esta envoltória de uma edificação?

ENVOLTÓRIA dos PRÉDIOS 2

Meu comentário: não sei se chamar de crueza ou aborrecimento mesmo, pois parece uma monótona caixa de sapatos, não pela parte estética senão pelo sentido de alienação para os sofridos moradores dele. Ao fim e ao cabo os prédios se deveriam desenhar para os que moram o passam parte do dia neles! E muito importante, desde o ponto de vista da Arquitetura Biclimática, não é possível desenhar uma edificação de costas ao clima local. Neste caso com todas as fachadas iguais! Acontece que todas as fachadas, recebem diversa quantidade de horas de sol no ano todo, e em conseqüência cada uma tem diversas perdas ou ganho térmicos.

O RIBA salientou que a Empresa Municipal de Vivienda y Suelo desenvolveu um dos maiores programas experimentais de habitação pública que existiam no mundo...

RUMO a RIO 2016 (18)

ENVOLTÓRIA dos PRÉDIOS 1

Este prédio de habitação fica em Madrid num bairro histórico e de trabalhadores, o bairro Carabanchel.  O edifício foi patrocinado pela Empresa Municipal de Vivienda y Suelo e recebeu no ano 2008 o prêmio RIBA do Royal Institute of British Architects. O júri avaliou o prédio pela força dos seus conceitos e a crueza de sua execução. Mas... esse júri esteve certo?

RUMO a RIO 2016 (17)

Rocky Mountain Institute 8

A iluminação artificial é com lâmpadas fluorescentes de baixo consumo, o que permite aproveitar o 95% da luz natural. Os eletrodomésticos e os equipamentos dos escritórios são de alto desempenho energético.

Agora a cereja do bolo: com a tecnologia disponível no 1984 os sobre custos da construção do Rocky Mountain Institute para fazer-lho energeticamente eficiente foram só 1% adicional, ele foi amortizado em 10 meses. Se nós comparamos seu custo com o de um prédio convencional do tipo semelhante na mesma região dos Estados Unidos, que usa lenha ou gás propano como combustível, a poupança energética (com a cotação do dólar da época) era o equivalente a um barril de petróleo diário.

RUMO a RIO 2016 (16)

Rocky Mountain Institute 7

Nesta sede central do Rocky Mountain Institute a água quente é fornecida por um sistema de coletores solares, com um tanque de armazenamento de 7.000 litros com isolamento térmico, claro que tem um apoio: uma caldeira a gás a qual se usa pouco. Para poupar água tem vasos sanitários de só 4 litros de descarga, nesses anos -1984- no Reino Unido era comum usar 9 litros e nos Estados Unidos 20 litros. Também há metais sanitários de baixo consumo.

E ainda temos módulos fotovoltaicos que fornecem 2/5 do consumo total de energia elétrica. 

O livro do Dr Amory Lovings criador deste RMI diz assim na capa: “Re-criando o fogo, arrojadas soluções de negócios para a nova era energética”. Acima tem comentário do Bill Clinton.

RUMO a RIO 2016 (15)

Rocky Mountain Institute 6

Outro ponto-chave são os vidros especiais, empregados comercialmente pela vez primeira cá, é duplo vidro conformado por duas capas de vidro encerrando uma câmara estanca recheia com gás argônio. Na imagem vemos que na face interior da capa Exterior do vidro está colado  um filme Low-E baixa emissividade de 25 micrometros de poliéster, este filme deixa passar as radiações solares (amplitude curta) refletindo ao interior as de amplitude longa produzidas no ambiente interior.
Os níveis de isolamento térmico são tão ótimos que permitem ganhos maiores que as perdas, ainda na fachada Norte. Este duplo vidro tem um 19% das perdas de um simples vidro, deixando passar ¾  das radiações visíveis e a metade da energia total incidente. Comumente numa casa a área vidrada é no mínimo 10% da superfície do piso, no Rocky Mountain é 28%.

ECO-CERÂMICAS

Rocky Mountain Institute 5

A segunda estratégia na luta contra o frio do inverno, é a coleta da energia do sol que penetra pelas vidraças dos muros da fachada Sul e fundamentalmente pela estufa central. Esta estufa tem 90 m² -é o tamanho de um apartamento- nela o ar vai-se esquentando e logo é direcionado às outras partes do prédio pelos trocadores de calor  ar-ar, os quais também renovam a umidade excessiva. O sinal do ótimo funcionamento disto são estas bananeiras e o habitat do iguana.

Casas com Containeres

Rocky Mountain Institute 4

Também este RMI tem sua fachada norte enterrada para não perder calor. A laje do piso é de concreto armado de 10 cm de espessura, e tem isolamento ao redor das profundas fundações perimetrais. Os muros e os pisos estão sobre desenhados para permitir uma margem de segurança nos dias nublados, atuando como uma massa térmica que armazena calor pela manhã e o cede ao ambiente pela tardinha.

Outro isolamento é o telhado verde, o qual é suportado por uma pesada estrutura de vigas de carvalho de 30 x 40 cm sobre as quais apóiam ripas de 15 x 30 cm. Por cima temos um entabuado macho-fêmea de cedro, após uma barreira de vapor de polietileno (em português significa náilon), isolamento de poliuretano, brita finalmente a capa de terra com vegetais.

RUMO a RIO 2016 (14)

Rocky Mountain Institute 3

Para lutar contra o frio do inverno, desde o ponto de vista energético sempre temos duas alternativas: diminuir as perdas de calor e a coleta de energia solar (é também calor!). A redução das perdas é atingida com o super-isolamento térmico dos muros exteriores, pois estes têm 40 cm de espessura!

Estes muros são formados por duas paredes de tijolo de 15 cm, revestidas a cada uma por pedra local, com uma técnica usada pelo mestre Frank Lloyd Wright. Entre as duas paredes há 10 cm de espuma de poliuretano, naquela época não existiam as espumas livres de CFC, como as temos hoje. Todos sabem como esse veneno CFC (Chloro Fluoro Carbons) prejudica a capa de ozônio.

Não acham que esta edificação assim construida é muito boa para a serra gaúcha e para o frio de Bagé? Ambas locais no Rio Grande do Sul.

RUMO a RIO 2016 (13)

Rocky Mountain Institute 2

Pois é, na sede central do Rocky Mountain no Old Snowmass Valley em Colorado nos Estados Unidos já tem bananeira ! Ela está localizada a uma altura de 2165 m sobre o nível do mar. Ë um prédio de 1984 com 372 m² de habitação e escritórios construído pelo físico Dr Amory Lovins.

RUMO a RIO 2016 (12)

RMI 1

Vamos ver agora algo fantástico: será possível plantar bananas neste local de uma zona muito fria mesmo, onde podemos ter 40ºC negativos e cai neve?

Não perca amanhã o capitulo 2 da série...

RUMO a RIO 2016 (11)

O ARQUITETO no SOFÁ 3

Acontece que para resolver situações -nunca uso a palavra problema- o melhor é tomar distância delas. Muito freqüentemente as oportunidades vêm disfarçadas de problemas, falo pela minha própria experiência. Por exemplo, que lindo é caminhar pela manhã pelo calçadão da praia e enxergar o horizonte, muito mais prazeroso que olhar de perto com a vista focado no bento micro. E quantas vezes você tem brilhantes idéias lavando os pratos do jantar...ou até tomando banho?