Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2009

CASA EM BELLA VISTA 2

A casa sustentável é como um terno de alfaiate: é feito sob medida, sempre desenhada conforme ao clima da região. Este é um projeto meu para a praia de Bella Vista no município de Maldonado no Uruguay.

O Uruguay tem um clima templado com uma temperatura média anual de 15ºC, com estações fria e quente bem diferenciadas. O promédio anual de chuvas é de 1.000mm. A influença dos ventos vai determinar condições metereológicas muito variáveis.

Como podem ver agreguei no blog o quadro “O tempo” onde vocês podem com o cursor, sober e descer e fazer zoom, e claro também obter a temperatura e as condições metereológicas nas cidades.

CASA EM BELLA VISTA 1

Esta é uma versão para internete do meu projeto de casa na praia de Bella Vista, no município de Maldonado no Uruguay. http://onlygreenbuilding.blogspot.com

Você pode clicar na imagem e ela vai-se maximizar.

ARQUITETURA SUSTENTÁVEL (V)

Então esta arquitetura sustentável é um enfoque global do assunto, muito básicamente podemos dizer que é racionalizar os consumos de energia, água, esgoto, manutenção. Todo isso nos 40 anos da vida útil das edificações: casas e prédios. Mas na real essa vida útil já começou com a fabricação dos materiais e dos elementos componentes da construção: o arquiteto conforme sua responsabilidade com NOSSO meio ambiente, pode escolher materiais em cuja fabricação o beneficiamento usou-se pouca energía.

Ou pelo contrário pode não se importar e usar por exemplo chapas de alumínio como acabamento exterior das fachadas. Acontece que o alumínio é o material que consome mais energía na sua fabricação, na linguagem técnica chámase de energía embutida; em inglês “embodied energy”. Outra coisa diferente é usar esquadrias fabricadas com perfis de alumínio numa casa de praia, por causa da maressia por exemplo.

Nas imagens vemos esquadrias de duplo vidro e con ruptura da ponte térmica, todo para poupar ene…

ARQUITETURA SUSTENTÁVEL (IV)

As seguintes imagens são do sistema sanitário Clivus que nós permite aproveitar a urina e as feces humanas, junto com lixo orgânico; após um ano temos o “composting”, este usa-se como adubo para a terra.

Esta última imagem é dum sistema do tratamento das águas negras.

ARQUITETURA SUSTENTÁVEL (III)

Na imagem da cima vemos o filtro do sistema Acquasave de aproveitamento das águas de chuva.

Na de baixo temos um tipo de sistema de tratamento das água cinzas.

ATITUDE

Este video não é exatamente arquitetura sustentável, mas é atitude, a atitude do corajoso Nick Vujicic. Ë atitude frente à vida. Na sustentabilidade sempre é possível fazer coisas para melhorar o NOSSO meio ambiente; sô é necessário atitude.

ARQUITETURA SUSTENTÁVEL (II)

Falando em construir conforme ao clima da região vemos cá 3 exemplos de arquitetura vernácula. A imagem da cima é de construções no trópico húmido, já à de baixo é do trópico seco no Yemen; pode-se observar que diferentes são elas. A última imagem é do clima mediterráneo na ila de Santorini.

Então esta arquitetura sustentável é um enfoque global do assunto, muito básicamente podemos dizer que é racionalizar os consumos de energia, água, esgoto, manutenção.

ARQUITETURA SUSTENTÁVEL (I)

O que é a arquitetura sustentável?

Ë a arquitetura que constroi conforme o clima da região; pois uma coisa é construir por exemplo na serra gaúcha ou em Porto Alegre e outra bem diferente é construir em São Paulo ou na Bahia. Comunmente o que se faz é construir com prescindência dele, usando-se logo para mascarar erros do projeto arquitetônico equipamentos de ar condicionado, mais iluminação artificial, etc

Usando o clima como ferramenta de desenho no seu projeto o arquiteto obtem eficiência energética. Esta eficiência energética não é de jeito nenhum sô trocar lâmpadas por outras de baixo consumo o instalar coletores solares.

PRINCÍPIOS DE SUSTENTABILIDADE (VI)

HERANÇA CULTURAL- A arquitetura da cidade integra os valores culturais da região. (imagem)

EQUIDADE E COMËRÇIO JUSTO- Os salários es as condições de trabalho de todos os empregados (incluindo a indústria da construção) são definidas por estándares laborais internacionais.

SAÚDE E LAZER- Equipamentos comunitários e eventos para todos os grupos demográficos. (imagem)