Pular para o conteúdo principal

Postagens

Passivhaus em Barcelona

O que acham desta casa pré-fabricada, com isolamento de lã de ovelha e fibra de madeira?
Nesta casa própria do arquiteto Josep Bunyesc -as melhores casas são as que os arquitetos constroem para si mesmos- ele levou a sério as exigências do padrão Passivhaus, sendo ainda promotor, engenheiro estrutural, calculista do consumo e, técnico bioclimático. A casa tem um semissubsolo com escritório; térreo com sala, cozinha e lavabo e, no primeiro andar os dormitórios. Com 190 m², o preço de construção foi de 868 €/m². Vou justificar os custos desta bela casa Arboretum, desvendando as vantagens de usar o sistema de construção pré-fabricado. Esta casa é um terno sob medida para o clima temperado local com verão seco e quente, de Lérida em Barcelona; o interior tem uma temperatura média de 20ºC. 






Está construída com estrutura de painéis sanduíche de madeira com isolamento de lã de ovelha -materiais 100 % renováveis- fachada dupla orientada a sul para receber a energia solar. Com sistema de ventila…
Postagens recentes

Cubo de gelo Passivhaus

Quando escrevo sobre Passivhaus e isolamento térmico, muito pessoal pode associar o isolamento com climas frios, mas não é bem assim. O isolamento também é bom em climas quentes e secos. Para demonstrar a importância do correto isolamento térmico foi realizado este desafio, uma aposta realizada em Palma de Mallorca em 2018. Dois cubos de gelo de 1.000 litros cada foram colocados baixo o sol do verão durante 15 dias, um deles totalmente desprotegido e o outro colocado dentro duma caixa fabricada conforme a rigorosa Norma Passivhaus, significa com super-isolamento térmico  e ainda estanque à passagem de ar. Nesses dias a temperatura exterior e interior foi monitorizada por um sensor. Os habitantes foram encorajados a apostar quanto gelo ia aguentar ao sol sem se derreter, o que estivesse mais perto do resultado ia ganhar uma estadia num hotel passivo em San Sebastián. O resultado final foi que o 85% do gelo resistiu sem se derreter.
https://www.curitibalegal.com.br/site/

Restaurante GESTO

Este restaurante-café Gesto é chamado o restaurante da lousa, “il ristorante della lavagnetta” Mas por que ? Quando você chegar encontra o cardápio sobre a mesa bem como as instruções para fazer sua encomenda, então é só escrever com um giz sobre um quadro; logo entrega o pedido na caixa e paga por antecipado; a louça vai virar o seu “prato” com uma folha de acetato por cima. Trata-se dum restaurante sem garçom, nem pratos, toalhas de mesa e talheres. O conceito “Gesto fai il tuo” significa recuperar a posse de gestos simples e diários, para se sentir a vontade no local como se fosse sua própria cozinha, e ao mesmo tempo evitar desperdício com alimentação saudável mas contendo os preços. Os pratos custam entre 4 a 6 €, ainda com música ao vivo e DJ. A escolha é entre cinco pratos diferentes de carne, peixe, legumes e sobremesas, preparados com ingredientes selecionados diretamente pela proprietária do restaurante, Martina Lucattelli. Vejam esta inusitada horta vertical feita com calha…

O que é Passivhaus?

Estou publicando este vídeo malicioso sobre um assunto muito sério, as construções Passivhaus, se trata de edificações -casas e prédios- com  grande conforto interior e ainda um consumo muito baixo de energia. Por exemplo, no inverno, é possível climatizar um ambiente de 20 m² (6x3.25) só com o calor produzido pelo corpo  de quatro pessoas dentro dele. A norma Passivhaus funciona bem em qualquer parte do mundo, ainda em climas quentes como os do Brasil. Passivhaus significa casa passiva em alemão. 
A norma Passivhaus nasceu em 1988 duma parceria entre o professor Bo Anderson, da Universidade sueca de Lund, e Wolfgang Feist do Instituto Alemão de Edificação e Meio Ambiente. Em 1990 foi construído este prédio de 4 casas geminadas em Darmstadt, conforme esta norma; vejam como funciona corretamente ainda com neve no inverno ! No entanto em 1996 foi criado pelo Dr. Feist o Passive House Institute, o qual para difundir a norma ministra cursos, presenciais e ainda on line, na barra lateral do…

Cerveja italiana fabricada com ar

Lembram daquela cerveja Sans Papiers-Biere del´Air feita com...ar ? Pois conforme Alessio Lucatelli, da empresa Veragon de Perugia, o ingrediente principal para fabricar uma cerveja  é a água, mas o acesso a água de qualidade é um problema no mundo atual. Então desenhamos uma máquina capaz de condensar o ar quente produzindo 1.200 litros de água por dia; uma idéia simples não empregada até agora. Este é um sistema patenteado por nós, ainda a máquina é alimentada por energia solar.
Mas como funciona este bento sistema ? Pois a tecnologia da Veragon replica exatamente o que acontece na natureza; na transformação natural da água, a umidade da atmosfera condensa e cai sob forma de chuva. Uma vez no solo a água é enriquecida com minerais antes de emergir em fontes naturais. A máquina da Veragom faz exatamente isso, condensando a umidade em água, a qual logo é esterilizada com tratamento de ozônio e luz ultravioleta UV. A água produzida é não só potável, mas também mineralizada, a qualidade …

Cerveja italiana feita com “ar”

Esta é uma parceria de três jovens empreendedores italianos para fabricar uma cerveja artesanal, de esquerda à direita: Matteo Minelli, da cervejaria umbra Flea; Martina Lucatelli da rede de restaurantes ecofriendly Gesto; o irmão dela Alessio da Veragon Ltd.  Sans Papiers-Biere del´Air é uma cerveja ecológica clara brilhante, não filtrada, não pasteurizada, de alta fermentação e ainda refermentada na garrafa. 





Conforme Alessio Lucatelli, o ingrediente principal para fabricar uma cerveja  é a água, mas o acesso a água de qualidade é um problema no mundo atual. Então desenhamos uma máquina capaz de condensar o ar quente produzindo 1.200 litros de água por dia; uma idéia simples não empregada até agora. Este é um sistema patenteado da Veragon de Perugia, a máquina é alimentada por energia solar. A água logo é depurada e mineralizada; a cevada e o trigo utilizados provêm de cultivos próprios, submetidos a processos inteiramente artesanais. Conforme Martina Lucatelli, somos os primeiros no…

Casa a 1 € na Itália (3)

Estas casas vendidas por 1 € pertencem a proprietários que quer livrar-se delas para não pagar impostos, se trata de habitações em ruínas que necessitam importantes reformas, muitas vezes abandonadas, registradas a não-residentes que podem tê-la recebido como herança. https://casea1euro.it
O comprador da casa por este preço simbólico de 1 €, fica obrigado com o Município a providenciar um projeto de reestruturação e reavaliação, edilícia e energética, dentro dos 365 dias da compra, o custo das reformas pode ser de 20-25 mil €. A obra compreende o projeto estrutural e de alvenaria, os projetos complementares, bem como a Etiqueta de Desempenho Energético da edificação. Também é por conta do comprador o pagamento das despesas notariais, troca de nome, registro no cadastro predial. Uma vez obtido o alvará de construção tem 2 meses para começar os trabalhos. Como garantia a Prefeitura pede ao comprador uma caução de 5.000 € com posterior reembolso.




As imagens são de Fabbriche di Vergemoli na…