Pular para o conteúdo principal

Postagens

Melbourne, prédio de madeira

Que colorido apartamento !  Só tem um detalhe... ao invés de ter estrutura de concreto armado ou ainda de aço, como é corriqueiro, tem estrutura de madeira !! Mas de uma madeira especial, se trata de madeira laminada cruzada CLT cross-laminated timber.  Foi erguido com apenas 4 carpinteiros e um guindaste para posicionar e fixar os painéis CLT no lugar. O cubo de plástico preto à direita da imagem (4) é um banheiro pré-fabricado, feito em Brisbane.  Este é o prédio Forté em Melbourne, na Austrália; são 10 andares com 23 apartamentos e 32 metros de altura.
A madeira além da calidez dos seus veios aparentes é um material sustentável. Mas como assim ?  Pois a produção de uma tonelada de cimento gera 1,12 toneladas de carbono, entanto a produção de aço gera 1,5 toneladas; no processo ambos dois passam pelo forno.   É o que se denomina de energia embutida, significa a energia gasta em produzir um material ou componente construtivo. Pelo contrário as árvores produzem oxigênio e são capazes d…
Postagens recentes

Circular Economy Building em Londres

Gostariam morar nesta casa pré-fabricada que, no caso de mudanças na família pode crescer e ainda é construída usando elementos totalmente reutilizáveis ? A arquitetura sustentável não é uma moda não, é algo a ser levado a sério, conforme a responsabilidade do arquiteto, este é o caso do prestigioso escritório britânico de engenharia Arup Associates. Isto é quase uma acusação à ineficiência da indústria da construção... no Reino Unido ela produz três vezes mais resíduos do que as famílias britânicas, metade das quais não são reciclados ! Normalmente, a indústria opera dentro da economia linear de "construir, usar, dispor os resíduos no aterro sanitário". Pelo contrário este protótipo foi projetado dentro da lógica da Economia Circular, para que todos os seus componentes possam ser desmontados e reutilizados. Mas como como funciona esta maravilha ? Com ajuda da tecnologia digital, todos os elementos têm um código QR, com a informação necessária que permita seu reúso; ela foi …

Construir sem arquiteto (2)

Estas imagens bizarras são construções feitas sem intervenção de arquiteto...com certeza é bem melhor contratar um arquiteto...




Mas há um caso onde aparentemente se faz sem arquiteto e dá certo. Será ? Na Europa e Estados Unidos, são vendidas pequenas construções pré-fabricadas de corretíssimo desenho, com super-isolamento térmico; assim é possível facilmente agregar um cômodo à casa existente, sem necessidade de grandes obras. Podemos ter a necessidade de agregar um quarto para um filho, para receber hóspedes, para fazer ioga e ainda mais. Estas construções são levadas de caminhão e armadas em poucos dias ou semanas com ajuda de um guindaste e, instruções e plantas arquitetônicas. Ainda em algumas cidades é possível a montagem dispensando permissão da Prefeitura. Isto funciona assim: o cliente compra uma casinha, com a chance de escolher o modelo, os equipamentos e acabamentos. Tal e como se comprara um carro; igual que neste caso a construção tem atrás um processo caprichado de cálcu…

Construir sem arquiteto (1)

No mundo são construídas muitas casas sem arquiteto... Tem pessoal que acha que contratar um arquiteto, para fazer o projeto e acompanhamento de obra duma casa é desnecessário! Aí vão ser poupados os honorários do arquiteto, sim. Mas pagando o alto custo de erros na construção sem falar dos erros de projeto, no caso deste existir e não ser um simples rabisco. Normalmente construir mal e ter que refazer ou ainda demolir, custa bem mais caro que construir bem desde o começo. 






O arquiteto deve ser o único profissional que deve demonstrar -algumas vezes- que os seus serviços são necessários, não acontece o mesmo com o doutor, o cirurgião o um advogado. Ao invés de ser um serviço “caro” é barato, pois ajuda a poupar dinheiro dos erros de construção, a planejar uma edificação flexível que possa crescer ao longo do tempo, ainda assessorar sobre novos materiais de construção. Vou compartilhar com vocês estas imagens de construções feitas sem arquiteto.

http://www.curitibalegal.com.br/site/ 

o que é Projeto Luminotécnico (2)

Continua a matéria de nossa colunista convidada: a Lighting Designer Eliana Zielonka.

Na maioria das vezes a culpa recai sobre o engenheiro eletricista, como se fosse ele o responsável por quantificar/ qualificar a necessidade do cliente. Temos observado que eles tentam fazer milagres, esforçando-se para adivinhar quem vai usar aquele espaço e como.  A hora certa de se iniciar um projeto luminotécnico é após a primeira etapa da elaboração do projeto arquitetônico. Em se tratando de residências, por exemplo, é importante que se faça uma caprichada análise, que se conheça as necessidades do cliente, faixa etária das pessoas que vão viver naquele espaço, como é a vida cotidiana e social deles… Isto requer uma personalização da iluminação.
Antes de conscientizarmos do consumidor final, entretanto, é preciso conscientizar os próprios profissionais que ainda não se deram conta da importância de um projeto luminotécnico, principalmente numa era na qual a redução de consumo de energia é vital e…

o que é Projeto Luminotécnico (1)

Com muito orgulho estou apresentando a nossa colunista convidada à prestigiosa Lighting Designer curitibana Eliana Zielonka.  O conteúdo da matéria é excelente e ainda escrito sem frescuras. Vamos lá !

Cultura do Projeto Luminotécnico - ou a falta dela

Em quase quinze anos de trabalho no segmento de iluminação, percebo que o projeto luminotécnico ainda é visto como um "bicho de sete cabeças" por um grande número de profissionais. Há pouco mais de uma década estávamos limitados ao uso das velhas e boas lâmpadas incandescentes, fluorescentes, vapor de sódio, vapor de mercúrio, néon e uma ou outra coisa a mais. Mas o avanço tecnológico neste campo foi grande e, de repente, passou-se a falar em dicróicas, halógenas, PAR, multivapores metálicos, fibra ótica e LEDs ! "O que é isto?"  "Como usar?"  Estas são as perguntas mais comuns entre jovens arquitetos, engenheiros ou profissionais ávidos por dominarem a arte/ciência da iluminação. Entretanto, mais urgente do …

Prédio eficiente em Lisboa

Em Lisboa, em 2006, foi construído o Solar Building XXI, este fantástico edifício pode ser considerado atualmente um prédio nZEB. Quer saber o que significa o acrônimo ? Pois nZEB  significa Nearly Zero Energy Buildings, refere aos edifícios com necessidades quase nulas de energia. O edifício foi construído no campus do LNEG, Laboratório Nacional de Energia e Geologia, com projeto dos arquitetos Pedro Cabrito e Isabel Diniz. Trata-se de um prédio energeticamente muito eficiente, com um desempenho energético 1/10 se comparado com um edifício padrão de escritórios; apela a uma combinação de técnicas de design passivo (como a correta orientação conforme o sol...) com tecnologias de energias renováveis, tais como painéis fotovoltaicos e coletores térmicos solares. No inverno para o aquecimento, a fachada principal tem um sistema fotovoltaico com recuperador de calor. No entanto no verão, o arrefecimento utiliza água fria fornecida por um sistema de tubos enterrados, bem como refrigeração …